Fev 19

Compreendendo as relações familiares – Mãe Maria

Que as bênçãos do amor tragam paz aos seus corpos, mentes e corações.

Amados filhos, hoje trago a vocês a mensagem da humildade e da simplicidade como exemplo a ser observado nas manifestações de amor em volta de vocês diariamente.

Observem por breve instante em volta de vocês, todas as manifestações de entrega abnegada a serviço da sua paz e do seu equilíbrio.

Àqueles que são agraciados com a companhia de animais de estimação em seus lares, observem o amor que esses animais dedicam a vocês de forma a trazer o exemplo da simplicidade e da humildade, simplesmente estando presentes para os dedicarem o amor que vocês buscam dentro de vocês mesmos.

E aos filhos que possuem crianças em seus lares, que possuem outras pessoas em convívio, observem de forma atenta, meus filhos, o amor que esses também enviam a vocês diariamente, estando presentes em suas vidas, mostrando tantas lições para que vocês observem a si mesmos e sejam levados cada vez mais a se transformarem em pessoas melhores, mais compassivas e mais compreensivas.

Venho aqui lembrar a vocês de que estão rodeados de manifestações de amor e paz, de oportunidades de olhar para vocês mesmos através dessas relações, que trazem a vocês os exemplos de dedicação e inspiração para que possam ver em todas essas companhias, aquilo que falta em vocês, filhos.

A energia do amor está presente em todas as relações. Vocês não conseguem observar com os olhos físicos, amados, mas sentem os impulsos emocionais que são os avisos de que o coração está sendo tocado a despertar o chamado para o amor.

Nas relações que trazem aprendizados, lições e também lágrimas de superação de seus aspectos inferiores, todas estão presentes nas vidas de vocês para abrirem os seus corações à conexão com o amor.

É através das relações mais próximas que vocês são chamados a olhar para aquele Eu que vocês tentam esconder, dentro das aparências aceitas pela sociedade, filhos.

Eu, como mãe de Jesus, estive inserida nessa experiência, a observar a transformação de meu filho, que desde pequeno fora chamado pelas pessoas de nosso convívio de O Messias, daquele que veio para despertar a humanidade, para salvar a humanidade. Mas filhos, ele ainda estava fechado à essa realidade no coraçãozinho dele. Mas os chamados estavam presentes na vida dele, como repetições incessantes aos ouvidos dele já cansados de ouvir. Ele ainda não estava pronto para essa verdade, e assim saiu em busca de estabelecer outras relações, que acabaram por mostrá-lo o verdadeiro caminho a que veio a esse planeta.

Mas filhos, aquelas relações familiares mais próximas, dos irmãos, do pai e da mãe dentro do lar, estão sempre presentes para nos mostrar os aspectos que devemos superar, os quais muitas vezes ainda não estamos prontos a olhar. Mas que, depois da caminhada pela vida, retornamos para então podermos absorver aquele ensinamento, e então olharmos para dentro de nós a superar os últimos aspectos que nos prendem à vida de sofrimento.

Ao retornar ao lar, após a experiência no deserto, meu amado filho já era outro em personalidade, em atitudes e relacionamento com os irmãos no lar. A experiência que teve ao retornar de sua caminhada em busca do encontro com ele mesmo, foi transformadora na sua vida. Mas ainda era necessário algum período de convívio no lar, no berço da sua essência na vida material, e foi onde teve a oportunidade de ouvir essa mãe que tanto tentava falar-lhe ao coração. Foi quando ouviu os irmãos. Foi quando transmutou todas as relações familiares estabelecidas na matéria, para então seguir ao que foi destinado naquela encarnação. Foi onde encontrou forças e transmutou os aspectos que o mantinham preso ao velho Eu. E então saiu em sua jornada levando a palavra de Deus e a Verdade para todos em sua caminhada.

As relações dentro do lar, com os animais, com as pessoas, quando observadas com gratidão, com o sentimento de despertar do coração aberto a absorver todo esse amor, são simplesmente maravilhosas fontes de luz e aprendizado, que estão sempre presentes a nos dar o suporte necessário na nossa caminhada, mas que, para conseguirmos realmente absorver todo o amor contido nessas formas de energia presentes em nossas vidas, devemos abrir o chamado do coração, devemos estar despertos e com o sentimento de simplicidade, humildade e gratidão dentro de nós, a brotar para se tornar aquele novo ser que, com muita atenção, observará a absorverá a energia amorosa dessas relações.

É através das experiências que obtemos na caminhada pela vida, filhos, que estaremos preparados a observar, a sentir e a agradecer pelas nossas relações do lar, a sentir as energias benéficas que surgem desses aprendizados do lar e da transmutação dessas relações, do olhar às diferenças e do trabalho para que essas sejam aceitas com muito amor, transmutando aqueles aspectos que ainda restam dentro de nós após tantos aprendizados pela vida.

Eu os digo que de todas as relações que vivenciamos no berço familiar estão os indícios a nossa superação, aqueles aspectos que trouxemos com a missão de transmutar, de nos elevar em amor.

Pois o momento, filhos amados, é de transcender as relações familiares que por tanto tempo os mantiveram presos ao ciclo de encarnações. Relações essas que foram trazidas a vocês justamente para que pudessem aprender mutuamente como ter um olhar compassivo a partir de tudo aquilo que os restringia.

Eu sei meus filhos, que na família há muito amor, há muito carinho, mas há também muitos vínculos enérgicos que nos prendem a antigos hábitos, que nos colocam no círculo de restrição da matéria. Pois é no círculo familiar que estão os principais aspectos de nossa própria superação. Ali, apesar do amor que existe, estão os pontos que justamente nos prendem ao círculo de vidas.

O que necessitamos fazer é nos superar nesse círculo, transcender, para que possamos ao final nos encontrar livres de todo e qualquer aspecto que esteja vinculado a nossa memória cósmica e de vidas passadas. Superando as lições que nos impõe o círculo familiar estaremos a transcender os aspectos que nos vinculam à matéria e à antiga grade de sofrimento.

Cada encarnação, cada vida, é cuidadosamente planejada para que possa nos trazer um pouco mais de nossa própria restrição. Porque quanto vieram a esse mundo vocês se estudaram, se analisaram, e concluíram justamente os pontos, os vínculos que necessitavam romper para se libertar da roda de vidas e vidas.

E na família, justamente, foi onde decidiram agregar um pouco mais dessa energia que necessitam superar em vocês mesmos, dos vícios interiores, para que justamente eles se sobressaiam, se ressaltem, e então todos possam conjuntamente se ajudar a superar aquilo que já era uma restrição interior, mas que agora necessita ser trabalhado para a liberação.

Atentem-se, filhos, aos costumes, as maiores restrições que afligem seu círculo familiar, pois ali terão um indício daquilo que precisam transcender dentro de vocês mesmos. Por isso, meus filhos, a compaixão, a paciência, o amor é tão exigido dentro da família de nascimento ou de criação, pois ali há espelhos a refletir seus próprios vícios interiores.

No âmbito familiar, amados, há, além do amor, tantas disputas entre os membros porque ali há justamente os irmãos que são capazes de tocar no nosso ponto mais profundo de dor, naquilo que nos recusamos a olhar dentro de nós mesmos. Há espelhos a nos apontar, são os mestres de nossa vida que, por isso, precisamos ancorar o entendimento, a compaixão, o olhar amoroso tão necessários, amados.

Foi, por isso, então, que meu filho Jesus voltou ao Lar após a peregrinação no deserto, pois ele veio se buscar, observar onde estava suas maiores dificuldades interiores. Mas teve humildade de o fazer com simplicidade, com compaixão, reconhecendo que as dores e dificuldade que vivenciava eram suas e não de seus irmãos. E nesse olhar ele se libertou para seguir seu caminho purificado, liberto de suas próprias restrições.

Ancorem esse exemplo, meus amados, e sempre que retornarem ao seu lar familiar, aproveitam a oportunidade de buscar suas aflições, seus medos, suas dores, mas, acima de tudo, busquem o amor, a compaixão, sempre conscientes que todo desafio, toda disputa, jamais é externa, mas sempre será interior no sentido de encontrarmos nossa própria libertação.

Estejam em paz, filhos, sou sua Mãe Maria e derramo sobre vós as minhas bênçãos de mãe amorosa estendendo o meu manto de proteção a iluminar os vossos caminhos.

Sou Maria sua Mãe

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) – 18/02/2017

Fev 18

A força do autoconhecimento – Mestres El Morya e Portia

Saudações filhos,

Vim hoje a lhes falar sobre a força do autoconhecimento. O universo, filhos, espera uma opinião firme de vocês. Ele deseja posicionamento, mas quantos são aqueles que vivem sem ao menos saber o que querem, sabendo que vieram a essa experiência para atingir a própria elevação, mas deixando de lado de maneira a postergar o trabalho interno que é a busca dessa verdade.

Viver a verdade que está presente em seu Eu Interior e que despertará a conexão com a energia suprema, essa é a busca de todos vocês.

Sabemos que o cultivo do medo, a influência que recebem o tempo todo de convivências diárias que levam vocês a alimentarem o medo dentro de vocês, e também que trazem distrações materiais para que desviem das suas verdadeiras buscas, às vezes são obstáculos que parecem intransponíveis. Mas viemos aqui trazer a vocês o como, meus filhos, pois o que falta a vocês, é soltarem a verdade para que se manifeste, sem medo da simplicidade e beleza da vida.

Manterem o posicionamento com amor, levando a verdade de vocês para as suas atitudes diárias em ressonância com o que vocês verdadeiramente são, é esse o caminho que devem seguir.

E quando dizemos posicionamento é falar sobre o que ressoa com o coração. Pois vos direi, ninguém se sente bem ao lado daquele que não é sincero consigo mesmo, que não passa confiança sobre o que quer. Estamos todos aqui inseridos nas mesmas experiências e todos em busca de suas próprias verdades, mas que na maioria das vezes é buscada somente do lado externo, e deixa-se de lado o olhar interior. Como poderão manifestar a verdade, filhos, se não a manifestam a vocês mesmos?

Então não é do querer material que dizemos aqui, do querer ter um carro, uma casa, mas do querer legítimo que parte de dentro. Esse querer, meus queridos amados, muitas vezes ainda não foi descoberto por vocês mesmos, mas a busca pela verdade, pela felicidade e pela plenitude está sempre presente nas suas vidas. Vocês param e refletem por um momento, onde se questionam de qual seria a verdadeira busca de vocês. E por um momento seguinte chegam todos à mesma resposta que seria, encontrar a felicidade. Mas o que seria a felicidade de cada um de vocês, filhos. Pois vocês repetidamente recorrem aos apegos materiais, pessoais e de trabalho para deixar de olhar mais um pouco para vocês mesmos, a fim de descobrir quem verdadeiramente são.

Quantos são aqueles que se prendem a relacionamentos, a negócios, a relações familiares que nada lhe acrescentam. Então falamos da verdade da alma, do querer autêntico, que irradia do coração, da essência Eu Sou. A busca pelo sentimento que os leva a falar sem receio, aquela voz que quer ressoar de dentro dos seus corações: Eu sou e assim é!

Esse encontro com os seus verdadeiros Eus é o ponto de partida inicial que fará com que sigam o caminho da felicidade plena que tanto buscam. Porque mascarar a própria identidade dentro de uma capa de proteção que não os estão permitindo de alcançar as suas próprias felicidades? Não há motivos para não deixarem as verdades de vocês serem manifestadas, filhos.

Manifestar a verdade pode ser interpretado como arrogância, mas filhos, é isso que Deus deseja de vocês, que soltem a verdade que guardam no coração, que falem abertamente com todos, sem meias palavras, sem preocupação. Essa é a base do princípio Eu Sou.

Enquanto mantiverem as suas vidas manifestando a imagem daquela personalidade que, segundo o que coordena as suas mentes, seria mais aceita diante das regras da sociedade, vocês permanecerão escondidos dentro da concha, filhos. Mas a verdadeira riqueza, a pérola que reluz e irradia amor, está ali dentro escondida, impedida de se manifestar.

Ao primeiro contato com a sua verdade vocês podem manifestar o sentimento de medo e insegurança, pois certamente não serão aceitos por aqueles com quem convivem e levam as suas rotinas. Mas isso nada mais é do que o choque inicial que todos sentem ao ver a mudança diante de seus próprios olhos. Alguns, os quais mantinham convívio, vão relutar, exigindo de vocês uma postura aceitável e dentro dos padrões aceitáveis para eles. Mas esquecem-se de que o livre arbítrio é a base de toda vida do planeta, e é de direito de todos, inclusive de vocês, filhos amados.

O que mantem vocês presos ao sistema ao qual vivem hoje? O que faz com que pensem que existe uma obrigatoriedade em todas as regras impostas pela sociedade, filhos? Venho aqui trazer o aviso, queridos, para que mexam com as suas vidas, para que permitam que se manifeste a verdade contida dentro de vocês, pois somente através dela, poderão irromper as barreiras do medo, que os faz pensar que não podem viver simplesmente livres, como chegaram a esse planeta.

Filhos, queridos, vocês percebem que chegaram a esse planeta livres de todo medo, de toda dependência financeira e emocional? E foram, com o tempo, agregando essas necessidades em suas vidas? Quão felizes foram todos os Mestres que, assim como o exemplo do nosso amado São Francisco, trouxe o exemplo de que é possível libertar-se do sistema que os mantém presos. Convivendo entre os rejeitados pela sociedade da época, recusando todo o luxo e bens materiais, mas permanecendo livre e feliz. Pois descobriu que o que o mantinha preso eram as amarras que ele mesmo criou durante os anos de vida dele até o momento em que decidiu mudar.

Assim foi que São Francisco ancorou a base do princípio Eu Sou que é eu me conheço, eu sei aquilo que quero e, portanto, irei manifestar isso. Eu sou o que eu sou e essa é a verdade do meu coração.

A sua verdade, filho, é manifestar a imagem de alguém feliz, ou ser realmente e plenamente feliz?

Pois, meus filhos, vocês foram ensinados a viver meias verdades, meios relacionamentos, meias possibilidades, e assim vão vivendo como metades de algo que nem sabem o que seja. São meio sinceros para não ofender, sabem mais ou menos aquilo que gostam para não desagradar, para se encaixarem no meio, e assim se tornam pessoas mais ou menos, que vivem relacionamentos mais ou menos, que se relacionam, mas não se envolvem, que convivem procurando agradar os demais, mas esquecendo-se de vocês mesmos. E assim, a vida se torna mais ou menos suportável, mas que no fundo se esconde uma série de medos, de angústias, de dúvidas que se escondem por trás de suas meias verdades.

Queremos autenticidade. O universo precisa disso para os servir. Ele necessita que primeiro seja conhecida a verdade, para que então ela se manifeste. Permitam a manifestação da verdade nas vidas de vocês, e verão a transformação ocorrer a trazer alegria e plenitude nas vidas de vocês, amados.

Eu sou El Morya e Pórtia

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/) – 17/02/2017

Fev 17

PERGUNTE AOS MESTRES (33)

 

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, TRANSFORMAÇÃO E AMOR.

 

CONSTRUINDO A GRATIDÃO

Primeiramente quero agradecer aos Mestres por sua contribuição no processo do despertar da humanidade. Gostaria de saber quais áreas devo trabalhar dentro de mim, pois parece que os caminhos andam bloqueados, no trabalho não tenho reconhecimento, e não tenho ânimo em continuar, a vida afetiva não flui, e não consigo manifestar a prosperidade em minha vida. Obrigado!

Resposta:

Meu amado irmão. Eu sei de tudo que passas, das dúvidas, das incertezas. Mas tudo isso é um processo que aceitou adentrar para que possa transmutar todas suas restrições. De todas as dores humanas, talvez a mais dura seja aquela onde não somos capazes de observar as bênçãos de nossa vida. Onde olhamos para nós mesmos como se fossemos servos de um sistema injusto, onde simplesmente não somos capazes de movimentar a vida em direção àquilo que nosso coração nos pede. Essa é uma dura prova, pois nos ensina a sermos gratos, ser grato pela vida, por poder estar a aprender e evoluir. A gratidão é um sentimento que nos ancora, nos traz alegria de viver, torna-nos positivos. Mas para sermos gratos temos que antes sermos capazes de olhar a tudo que temos ao nosso redor, tudo de bom que temos em nossa vida. Por outro lado, quando focamos naquilo que sentimos falta, naquilo que não queremos, somos então consumidos por nossa própria negatividade. As energias se esvaziam, e nos sentimos cansados da vida e acabamos a trazer mais daquilo que não queremos a nós mesmos. Nossa negatividade nos torna exaustos, cansados da vida. Você possui registros que têm dificuldade de superá-los, que quando são acionados pelas experiências da sua vida te dobra a essas energias, fazendo-o focar no que não gosta, e que não quer. E é isso que te consome. Precisa meu irmão, ancorar a positividade em sua vida, se vigiar para que consiga observar o que tem de bom e quantos gostariam de estar em sua posição. Porque se olhar ao seu lado verá que há situações bem mais delicadas. E a partir desse olhar comece a agradecer, a perdoar e construir dentro de ti um sentimento de gratidão pela vida. A terapia Ho’oponopono poderia te ajudar a superar essas restrições. Esteja em paz meu irmão.

Sou Serapis Bey

DESBLOQUEIO DE SENTIMENTOS

Amados Mestres, gratidão pelo belo auxílio que nos prestam nessa experiência terrena. Ao me lançar na busca interior, fui levada a um lindo mestre vivo que me apontou o estar consciente da Consciência (2013). Foi tão chocante e maravilhoso, que até hoje aquilo está assentando, amadurecendo e sou infinitamente grata por toda a transformação que vem acontecendo nesses últimos anos.
Minha pergunta é: vocês podem me ajudar a remover qualquer bloqueio que ainda esteja evitando a plena realização da Verdade (já apontada e vista) de forma plena e total em todos os aspectos do meu ser agora? Ainda sinto como que um formigamento agudo na garganta, parecendo uma espécie de bloqueio. Gratidão e Amor.

Resposta:

Todo e qualquer bloqueio minha filha, não está em um ponto específico. Você pode sentir os sintomas em uma determinada região de seu corpo físico. Mas não é como desbloquear algo que não flua, pois todo bloqueio precisa ser trabalhado internamente, através dos sentimentos, das emoções e das experiências. O que precisa fazer é encontrar dentro de ti aqueles sentimentos de desajuste, sentimentos inferiores como a ira, a inveja, o rancor. São sentimentos que se manifestam dentro de nós e funcionam como gatilhos a nos mostrar que algo precisa ser curado, que algo precisa ser mexido. Ao desbloquear essas restrições, a partir da compreensão de seu processo, você verá que paulatinamente os sintomas físicos se amenizarão, serão suavizados. Os sintomas físicos apenas mostram que algo precisa ser trabalhado dentro de ti, que há um desajuste que precisa ser reequilibrado. Mas o processo é que aprenda a se buscar, se vigiando, buscando sua paz e seu equilíbrio, ancorando seus sentimentos numa baliza de luz. Esteja nessa vigília minha irmã, que esse será o caminho que buscará a si mesma em sua liberação.

Mestra Nada

REALIDADES PARALELAS E MANTER-SE NO PRESENTE

Primeiramente gostaria de agradecer pela oportunidade e pelo lindo trabalho que vocês fazem sempre me esclarecem muito e tem me ajudado a seguir no encontro comigo. Eu sempre tive muitas vivências e sonhos reais, tanto que quando era bebê, e criança, não sabia diferenciar muito do que aconteceu nessa realidade ou não, porque tudo sempre esteve tão interligado, e mesmo que alguns sejam sem nexo pra minha mente, mas dão certa realidade ainda que surreal. Mas mesmo assim ainda não me lembro da minha trajetória acastiça, da minha origem. Eu gostaria de ajuda na interpretação de uma ou duas das minhas vivências. Uma em que eu era completamente consciente de tudo ao redor, e era em cada coisa e ao mesmo tempo e eu e via e me via em todas as perspectivas como se fosse tudo, e outro em que depois de ser tomada por uma onda, eu me entreguei e sumi, era nada, o vazio, e então eu fui seguindo sendo em cada forma de consciência e corpo, até acordar, e nesse dia acordei com uma sensação de paz e tranquilidade e integridade. Mas tem dias em vivências que parece que estou quebrada, e esse corpo parece tão pesado pra mim, sempre pareceu, na primeira oportunidade já saio dele e já estou “sonhando”, sei da importância de ancorar, mas parece que metade ou todo trabalho, faço fora dele, embora ultimamente já não me lembre muito bem. E eu acordo em tempos diferentes por vezes, como viagem no tempo, e em alguma outra realidade tem maior consciência dos potenciais aqui me sinto meio travada por vezes. Como posso trabalhar isso pra até poder ancorar melhor as energias, porque a sensação ultimamente de cansaço e fadiga, e até dor no coração que parece que estou enfartando ou a pressão na cabeça, ou o zumbido, e a tontura, e a sonolência? Perdão acabou sendo mais de uma pergunta, mas o foco é para interpretação  das vivências, porque eu realmente gostaria de entender, eu sempre me liguei muito à Fonte e numa maior ligação e expressão, e maior compreensão, e agradeço a todas as oportunidades e sincronias, e ajuda de todos vocês, os amo muito e admiro e agradeço.

Resposta:

Amada filha. Estás vivendo realidades paralelas simultaneamente na tentativa incessante de interpretar as situações que lembra apenas em pedaços dessas vivências. Isso minha filha, faz com que você saia do seu equilíbrio. Muitas informações, imagens, flashes, virão a você. Mas não é necessária a busca pela interpretação, pois no momento certo você saberá o que significava cada uma dessas lembranças, quando chegar o momento para que sejam compreendidas, o que não poderá acontecer nem antes e nem depois, e sim somente no momento ideal. Portanto querida, suas perguntas estão relacionadas, pois todas essas sensações são resultado dessa busca por respostas, do não viver no presente e, dessa forma, manter-se conectada em diversas experiências de forma simultânea. Essa escolha é a que lhe trará mais sofrimento filha. Não há necessidade de seguir a sua caminhada dessa forma. Permita que as revelações cheguem cada uma ao seu tempo e apenas viva no presente de forma íntegra para o bem do seu equilíbrio e da sua paz.

Sou Serapis Bey 

RELACIONAMENTO COM FILHA

Amados Mestres, se me for permitido, gostaria que me fosse dada orientação de como proceder para melhorar o relacionamento com minha filha de 20 anos. Depois da adolescência ela tem mudado muito de comportamento, se afastando de mim e parece que guarda algum rancor, o que para mim é incompreensível, pois sempre foi muito ligada a mim. Creio que existe algum componente espiritual nesta situação, e mesmo procurando enviar amor, perdão para nossa relação, não tenho obtido muito sucesso. Agradeço todo esclarecimento que me seja dado e peço suas bênçãos para nossas vidas. Gratidão!

Resposta:

Salve fia! O Pai tá aqui pra mór di nóis levá uma prosa. Rapidinho, certo? O pai vai te ajudá, fia. Vai na tua casa limpá toda energia densa acumulada, certo? Mas a fia precisa trabalhá pra mantê isso limpinho, certo fia? A fia vai fazê assim: Vai dexá a fia fazê o que ela quisé, sem se importá. Dexa e concorda. Dexa e concorda. Até cansá ela, certo? Manda amor de mãe e só concorda, certo fia? Cê vai vê como sua filhinha vai se aproximá de voismicê novamente, certo fia? Mas não dexa acontecê atrito não, fia, sem discórdia, dexa o ambiente permanecê limpo, certo? Fica em paz fia. Salve!

Pai Joaquim de Aruanda

TRABALHO INTERIOR

Olá, desde o despertar, tenho feito um trabalho interior que passa / passou por depressão profunda, terapia, uso de medicações (antidepressivos), entre muitos outros. Tirei a medicação e tenho tido muitos altos e baixos. Sei que a medicação em si não resolve e tenho que continuar a fazer esse trabalho interno e de escuta do coração. Converso com ele, mas não sei se estou de fato conversando com meu coração. Podem indicar caminhos para essa conversa mais íntima? Quanto à medicação, tenho caminhado para métodos naturais, mas como tenho tido muitos altos e baixos por período prolongado, não sei como lidar com isso. Sei que tristeza faz parte da vida, mas sinto-me, por muito tempo, sem energia. Tenho trabalhado protocolos de compaixão como disse, meditações, alimentação saudável, mas essas instabilidades me paralisam. O que se passa? Gratidão!

Resposta:

Salve Fia de Iemanjá! A fia só precisa de um remedinho fia amada. É a caridade, fia. A fia tem muito amor pra dá, e essa energia contida aí, tá prejudicando a saúde da fia. Precisa canalizá fia, coloca pra fora, tá bão? O pai já deu a dica, certo? Vai procurá algo que te agrada fia, pra colocá a mão na massa na caridade. Odoiá Iemanjá fia! Salve!

Pai José de Aruanda

AUTOCOBRANÇA

Amados Mestres e muitos outros Seres de Luz e seus representantes aqui na Terra, desde já quero agradecer infinitamente por toda a ajuda que tenho recebido. A minha pergunta tem a ver com o entendimento do processo de passar do ego ao coração. Nos últimos meses a vida levou-me a identificar de forma muito clara, muitos dos meus programas mentais: medos, feridas, crenças e todo o tipo de comportamento vindos do ego que isso implica. Deparei-me com a minha carência afetiva, falta de autoestima e valor, ferida do abandono, ferida da rejeição, ferida da perda, ferida da injustiça, sensação de muito poder e perda de poder, sensação de inveja, de ciúme, necessidade de aprovação, medo da crítica, medo da carência de dinheiro, medo da carência de comida, sensação de egoísmo, de não querer partilhar, da gula, da preguiça, do sexo sem amor, a vaidade, o orgulho, da necessidade de ser mais e melhor que todos, de me atribuir muita importância, de estar certa, de ter razão, de saber melhor, de falta de paciência, de irritação com os outros e comigo mesma, e ainda mais, que agora não me lembro. A minha vontade de ultrapassar este modo de existir e libertar-me do sofrimento que isso traz é grande, a minha pergunta é sobre como fazer para mudar estes reflexos, sei que muitas mensagens falam sobre isso. Mas talvez me possam ajudar com exemplos práticos e sabendo o que mais me perturba e impede a mudança, que possam aconselhar-me sobre como melhor fazer esta transformação interior de que necessito tanto. Como ultrapassar a necessidade de aprovação por exemplo.

Resposta:

Salve fia! O pai tá aqui pra aliviá toda essa lista enorme de defeito, fia. Hihihi… O pai tá aqui rindo de voismice fia, vô até aí dá uma risadinha no pé da sua orelha fia, pra voismicê ri um pouco com esse véio aqui também. Certo? A irmã aqui que está canalizando, disse pra nós escrevermos certo, pois você é portuguesa. Então o pai vai começar a falar igual vocês. Hihihi… Veja Filha, o quanto cobra de você mesma. A sua lista de defeitos é gigante, enquanto tem tanta coisa bonita para olhar e que não está olhando. Você faz um trabalho lindo filha, de superação, de beleza, de amor. Mas só olha para os seus defeitos, filha? Não está certo isso. Precisa começar a olhar para a sua beleza, para a sua pureza, para a sua luz. Ninguém aqui veio tirar o atraso de milhares de encarnações em uma só filha. O processo de despertar pode até acontecer em uma só encarnação, mas a limpeza filha, pode levar várias encarnações. Por isso, filha, não se cobre. Pois, você sabe qual é o maior aspecto que mantém vocês presos aqui nessas repetições de lições e de encarnações? É esse tipo de sentimento que você tem por você mesma, filha. Isso prende vocês na matéria. Essa cobrança, esse olhar somente para os defeitos e os erros. Liberte-se da sua autocobrança, filha. Você é linda perante Deus e perante nós que estamos desse lado aqui. Você brilha luz e amor. A casca vai sendo removida aos poucos, mas sem cobrança, filha. Por hora, tu vais observar que tens um defeito aqui, outro defeito ali, mas vai só olhando e deixando. Uma hora vai sumir. Deixa sumir de forma natural, filha. E o pai aqui vai estar presente contigo esses dias, certo? Para trazer um pouco mais da lembrança de como a vida é abundante e feliz. Fica em paz filha. Salve!

Pai José de Aruanda

 

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/)

 

Colaboração: Ilza Barreto.

Fev 17

As bolhas na sopa – Mestre Jesus

Amado, eu o ouvi questionando. Eu o ouvi imaginando: “Como será este ano para mim?” Alguns de vocês têm planos, coisas que estiveram colocando em alguma ordem do tempo. Alguns de vocês sabem onde querem ir e alguns, não, mas você sabe que onde você está, não é onde ficará. Assim, você está fazendo alguns planos para estar olhando ao redor, para ver o que mais você pode encontrar para si mesmo, o que mais você  pode criar.

Realmente, você cria a sua realidade momento a momento. Gostaria de destacar isto. Este ano, no seu tempo, será mais benéfico se você se lembrar de que você cria a sua realidade momento a momento. Se não gosta do que está vendo, pare, respire profundamente e recrie. E por isto, quero dizer exatamente como é. Recrie, mas também tenha tempo para a recreação. Para inspirar alegria e estar na alegria.

Uma vida não é apenas uma existência. Você já sentiu as restrições das diferentes mensagens do mundo, que você tem que ser de certa maneira, e você chegou ao espaço onde disse: “Não, eu estou me afastando do que eu sinto ser a minha realidade. É muito opressivo.”

Assim, você está recriando. Será necessário, porque você formou para si mesmo neste grupo geopolítico, o mais maravilhoso drama, os mais maravilhosos atores e atrizes no palco. Você estará assistindo, e haverá o julgamento habitual que vem surgindo dentro de você, e, então, você gostará de respirar profundamente, recriar e dizer: “Está bem, há mais acontecendo do que o que está aparecendo”, porque há.

Você ordenou anteriormente estas mudanças. Você pode dizer: “Bem, não, eu não o fiz. Pensei que tivesse uma mentalidade diferente”. Mas ao nível da alma, você concordou que iria viver este drama e apreciá-lo, porque tudo funciona para a realização da união entre Deus e o homem; tudo. E você cria enquanto avança. Você julga enquanto avança. E quando o julgamento for muito opressivo e doloroso, ria, porque, às vezes, pode parecer um drama pesado, mas, na verdade, você está escrevendo uma comédia. Então, leve isto a sério.

Há momentos em que você estará assistindo os atores no palco e irá se perguntar: “Eu criei isto? Por que eu criei isto?” Então, com a respiração profunda você terá uma intuição e compreenderá que, realmente, você está eliminando velhos padrões de pensamento. Haverá muito disto neste ano, e eu o aconselho, se você aceitar o meu conselho, trate isto com leveza. Será divertido, especialmente do meu ponto de vista. Venha e una-se a mim em meu ponto de vista. Você verá as coisas um pouquinho diferentes, talvez.

Agora iremos falar sobre a consciência coletiva. A introdução acima foi um preâmbulo que conduz à consciência coletiva, da qual você faz parte e em que você coloca suas informações, momento a momento.

A consciência coletiva pode ser comparada a um grande caldeirão de sopa. Se puder, imagine um grande caldeirão, e lá você tem um cozido maravilhoso. Nós o chamaremos de sopa. Você faz a sua parte quando coloca os diferentes ingredientes nela – você e os irmãos e irmãs. É uma mistura, como você pode imaginar.

Tudo na consciência coletiva está dentro deste grande caldeirão, e de vez em quando, quando você quer ter o que parece ser a individualidade, você coloca a sua concha e tira um pouco da sopa. Você a observa e quer saber: “Quais são os ingredientes com que eu me alinho?”

Em outras vidas, você coloca a sua concha e ao tirá-la, você tem uma mistura diferente. Esta vida é aquela que é mais maravilhosa, em que você está cozinhando e permitindo um desenvolvimento mais maravilhoso – evolução, você irá chamá-lo – porque há bolhas na sopa, bolhas da realidade que são realmente inspiradas a partir do espaço da verdadeira inspiração. Há bolhas que estão chegando à superfície, aquelas que mostram que há muita coisa que está cozinhando, sendo preparada, e você quer trazer à consciência na superfície, grande parte da mudança, porque você pediu: “Eu quero ver a mudança. Eu quero despertar”. E você disse: “Estou disposto”. Por isto as bolhas começaram a evoluir.

Você está trazendo muito à superfície, muito ao ponto de ebulição das bolhas que chegam à superfície, de modo que você pode ver o que esteve cozinhando, para que possa prová-lo e até ressoar com ele ou não.

Há dois mil anos quando eu lhe falei, eu usava o que são chamadas de parábolas, as histórias que levavam significado. Bem, agora temos uma história sobre o caldeirão de cozido. Se você não comeu, isto irá atraí-lo. Se já estiver satisfeito, pode não atraí-lo tanto. Eu brinco, porque é uma forma de compreensão da consciência coletiva da qual você concordou que será parte enquanto tiver uma identidade humana.

Agora, algumas das bolhas serão do tipo que lhe trarão a iluminação, de modo que você desejará ver o que está envolto na bolha, e na maior parte será Luz. As bolhas estiveram cozinhando por algum tempo, e na verdade, quando você observa o despertar de toda a consciência coletiva, há muito que está acontecendo, muito que realmente há dois mil anos não estava lá.

Havia pacotes de Luz há dois mil anos. Havia aqueles que estavam preparados para ouvir a mensagem e ouviram e retornaram de vez em quando para espalhar a mensagem de esperança, de amor, de encorajamento, de viver no Coração verdadeiramente, no incentivo, e sendo para outros o amigo que os eleva de tempos em tempos, quando sentem que eles estão um pouco deprimidos.

Você fez isto na semana passada. Você falou com aqueles que sentiram que estavam em um ponto de desânimo. Você conversou com eles, e por causa de sua Luz, eles foram capazes de ver um lampejo e chegaram ao seu próprio despertar, o seu próprio reconhecimento de que, talvez, a sua vida valesse a pena.

Você conheceu este ponto de desânimo, porque você esteve lá. De vez em quando, até mesmo nesta vida, você olhou para tudo ao seu redor e se perguntou: “O que está acontecendo? Por que eu estou aqui?” Eu o ouço quando você grita. Às vezes, você clama por mim. Espero que você sinta que eu lhe respondo, porque eu o faço. Você grita e quer saber: “O que há mais? Por que estou aqui?”

Eu ouço esta pergunta com bastante frequência, e lhe respondo: “Seja a Luz que você é. Traga a iluminação para outros, e ao fazer isto, você a traz para si mesmo.” Porque aquilo que você compartilha com o outro, você tem que conhecer, sentir, reconhecer em si mesmo, enquanto isto flui através de você. Em qualquer situação onde se encontrar, interagindo com aqueles que podem estar um pouco cegos para a sua própria Realidade, a sua Luz irá ajuda-los a ver o seu caminho para o Lar.

É para isto que todos os seus irmãos e irmãs estão orando, pedindo, clamando. Eles querem saber do Lar, e eles sabem que o mundo não é o Lar. Não é como o Lar, e neste ponto em sua evolução, não é o Lar. Em algum ponto no tempo, haverá o conhecimento do Lar na Terra, mas ele não está aqui ainda. Você está se dirigindo para ele.

Você, quando pede orientação, você, quando lê, quando estuda, quando compartilha com outros e chega um raio de Luz para a realidade interior, você está chegando ao espaço de saber como seria o Lar. Eu o ouvi dizer isto: “Este não é o Lar. Sei como este seria, e este não é.” Eu o ouvi dizer isto com frequência. Mas, na verdade, você está trazendo a lembrança do Lar, até mesmo em uma realidade que não entende, e por um bom período de tempo que nem sequer o desejam, porque aqueles estão ocupados com as atitudes e os eventos do mundo.

Agora, o mundo, como você viu, é diametralmente oposto à paz do Lar. O mundo é da mente, na maior parte; não inteiramente, mas na maior parte. E você aprendeu desde que era muito, muito pequeno, como usar a mente para se ajustar, como ser como os irmãos e irmãs, e você disse que cresceu em estatura e compreensão. “Deve haver mais. Deve haver mais do que apenas o que o mundo está me mostrando, porque o mundo está me mostrando tristeza, agitação, brigas, pessoas se sentindo muito deprimidas e se atacando, porque elas sentem que não há nada mais para que se viver.”

Este é o mundo da mente que julga. Mas você ouviu a pequena Voz que dizia: “Há mais. Busque e encontrará.” Isto é muito verdadeiro, porque quando você muda o seu ponto de foco de sempre olhar para o mundo, e amplia a perspectiva de tudo o que você assimila, começará a ver que há muito mais do que o mundo está lhe dizendo, muito mais do que a depressão que outros estão sentindo agora, muito mais do que apenas o drama, o pesado drama.

E você se encontrará ao longo do tempo, recebendo um estranho pensamento que realmente traz um sorriso aos seus lábios, porque você sente algo que é a cura. Pode ser uma coisa divertida que aconteceu a caminho para o trabalho. Pode ser o amor de quatro patas. Eles são muito bons em trazê-lo de volta ao coração; não à mente, mas ao coração, porque eles sabem; eles realmente vivem no espaço do coração.

Eles vivem para agradar, e ficam mais chateados quando não conseguem agradá-lo, porque eles sabem que foi com o que eles concordaram que viriam fazer. E quando você está em sincronia com eles, direto de coração a coração com eles, há o sorriso que passa por toda a face, o sorriso interior que ilumina todas as células do corpo e diz: “Ei, isto é bom. Eu acho que você é o quatro patas mais maravilhoso, com o rabo que está sempre abanando.

Você conhece esta sensação. É por isto que você tem o seu quatro patas: para lembrá-lo de que sempre que você ficar tão preso no mundo e na mente, para voltar ao Lar novamente, seja como o pequeno ou grande quatro patas, até mesmo o pequeno que acha que, talvez, ele pude ser o grande quatro patas, e você sabe por quê? É porque realmente a sua aura, o seu nível de energia, não está contido no corpo. E quando eles entendem a sua energia, eles são, talvez, o pequeno Chihuahua que acha que ele é um cavalo, porque ele é.

Eles vivem no coração e eles têm lições para ensiná-lo. Todos vocês, quando interagem com o quatro patas, têm a oportunidade de conhecer o Lar, porque é onde eles vivem. Assim, se alguma vez você estiver se sentindo deprimido e confuso, vá até o seu vizinho, vá ao seu amigo e fique com o quatro patas que sabe somente dar amor, ser amor, porque é isto o que eles são.

Agora, de volta à evolução da consciência coletiva. Se você fosse capaz de contrastar e de comparar a consciência coletiva há dois mil anos com a consciência coletiva de agora, dependendo de onde você estiver em seu julgamento, você poderia dizer: “Bem, não muito mudou”.

Mas se você estiver aberto a isto, entenderá que há mais pessoas que buscam, que se abrem, que têm as experiências que vão além da vida comum. Ainda que elas não saibam que elas estiveram pedindo, elas o fizeram e estão se elevando como as bolhas na sopa. Elas estão se elevando porque elas sentem que há um chamado. Elas sentem que há um chamado do Lar, ainda que elas não o identifiquem por estas palavras.

Elas estão prontas para conversar com você, para conversar com qualquer um de vocês que esteja aberto a compartilhar de como veio para o Lar de vez em quando. Você não ficará lá no Lar. Você gostaria, porque o mundo pode ser um mestre muito rigoroso. Assim, você gostaria de ficar no espaço da paz, mas, então, você reconhece que foi chamado para estar no mundo e para interagir com os irmãos e irmãs, assim você retorna, coloca o manto do esquecimento e diz: “Está bem, ficarei mais um dia vivendo entre os adormecidos.”

Muitos deles estão esperando que, talvez, eles possam apenas dormir em seu caminho através da vida, mas, então, algo acontece e eles percebem que têm que interagir com o mundo. E eles nem sempre sentem que eles estão preparados para lidar com ele.

Falamos com frequência do valor do sorriso, como não custa nada dar, e, no entanto, é tudo para receber. Ele pode mudar o dia de uma pessoa, quando você está disposto a sorrir e a reconhecer que eles merecem o seu sorriso.

Assim, em um dia em que, talvez, você esteja observando a multidão de pessoas que passam em seu local de trabalho ou em sua área de compras, ou onde quer que você veja os grupos de pessoas, anime-se. Saiba que, realmente, há aqueles que estão despertando agora, chegando ao espaço de questionar, ao espaço de querer saber mais, de querer estar em um espaço de se expressar mais.

Você atraiu para si mesmo aqueles que têm perguntas, aqueles que querem sentir mais, que querem estar em sua presença, porque eles pensam e eles sabem que você conhece um segredo. Você sabe de algo sobre a vida que eles querem saber. Assim, eles podem lhe perguntar em palavras, mas, muitas vezes, não, mas eles podem lhe perguntar, quando você sorri: “O que há de bom para sorrir?”

E, no entanto, quando você compartilha o presente de um sorriso, eles sabem que você encontrou algo, e é algo que eles querem. Assim, nunca pense que um dia que passa não foi compartilhado, porque, realmente, você está apenas sentado em seu quarto em casa, e não saiu e interagiu com os corpos físicos. Você interagiu com aqueles em espírito, aqueles que podem estar um pouco desorientados, e eles vêm a você.

Há muitos em seu quarto agora que estão ouvindo, que estão assistindo a sua Luz, tentando encontrar o seu caminho para o Lar, achando que, realmente, você tem uma presença muito edificante a qual eles são atraídos. Então, ainda que você não saia e aperte a mão do outro, na Verdade, você está cercado por muitos, e você é o seu mestre.

Você se perguntou, às vezes, enquanto viajava através da vida: “O que eu estou fazendo aqui? Estou fazendo algo de bom, alguma coisa que valha a pena? Por que eu nasci?” Eu ouvi estas perguntas muitas vezes. Você nasceu porque você escolheu nascer. Você nasceu porque respondeu a um chamado de assumir um corpo físico e viver entre os irmãos e irmãs de uma maneira que eles compreendam, de modo que pudesse trazer a sua Luz para eles; para sorrir, incentivar, ainda que você se comunicasse sem palavras, como o quatro patas; para ser a presença do amor; para lhes mostrar que a vida é realmente um presente que eles se deram, e, no entanto, você não o percebe.

A vida é um presente. A vida humana, a vida física, mesmo com todos os seus problemas do corpo – como os músculos, etc… toda a história do corpo físico – e, entretanto, ela é um presente que você deu a si mesmo. Então, seria sábio apreciá-la, sábio viver, sorrir, irradiar a presença do amor e permitir que outros saibam que você os vê, porque é isto o que os irmãos e irmãs estão pedindo. Eles querem ser vistos. Eles querem ser reconhecidos. Eles querem pensar que, talvez, alguém neste grande e vasto mundo, veja o seu valor.

E à medida que você encontra os seus olhos, se eles encontrarem os seus – com frequência, isto não ocorrerá – e você sorri para eles, eles perguntam, e podem até ser bem rudes em relação a isto: “Por que você está sorrindo? Como você se atreve?” Mas você ousa. Ainda que esteja tendo o que é denominado um “dia ruim”, você ainda acha nestes momentos de  dia ruim, onde você se percebe rindo de si mesmo. Por favor, lembre-se de rir de si mesmo, porque você é um tema de riso. Leve isto profundamente ao coração.

Eu rio com frequência. O riso foi algo que você compartilhou comigo, há dois mil anos. Você caminhou comigo há dois mil anos. Não é pouca coisa que você se encontre novamente atraído para a energia do amor, porque esta é a sua natureza. O mundo falará com você de dificuldades, de privações e de tribulações, aspectos que deveriam afligi-lo, mas na verdade, a vida é um presente. Desembrulhe-a, descubra-a, viva-a, porque você tem valor.

A consciência está despertando. Procure as bolhas.

Que assim seja.

www.oakbridge.org. 

 

Tradução: Regina Drumond –reginamadrumond@yahoo.com.br

Fev 16

PERGUNTE AOS MESTRES (32)

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, TRANSFORMAÇÃO E AMOR.

 

DIFICULDADE NO CASAMENTO

Mestres, eu gostaria de saber por que meu marido fica implicando comigo, tipo: fica desconfiado de mim, fica emburrado, fica sem falar comigo, fica muito nervoso, até parece que não é ele que está em seu corpo, e isso dura de dez a quinze dias, e ele está errado e fala sempre a mesma coisa, isso todo mês. Gostaria de saber o que posso fazer para ajudá-lo? 

Resposta:

Minha querida irmã, seu marido reclama, ele te desestabiliza, te causa dificuldades, mas veja que em uma relação, jamais há o certo e o errado. O que há são opiniões, são diferentes visões do mesmo fato. A manifestação dele é apenas a forma como ele se exterioriza ao mundo, em razão de algo que não o faz bem. O que precisa compreender, é que você não é responsável por ele, mas apenas por si mesma. Nós não precisamos mudar o comportamento das pessoas ao nosso lado, mas sim buscar nossa própria modificação. Agora te devolvo uma nova pergunta. Porque se submete a isso que te chateia? Se não está feliz porque permanece no relacionamento? Porque necessita de alguém que tenha esse comportamento? O que precisa trabalhar não é a forma como seu marido vê o mundo, mas sim como você o observa e como vê as experiências. Precisa se questionar porque opta por viver uma vida infeliz? O que é que te prende a isso? Muito fácil seria minha irmã, se pudéssemos resolver a vida de todos, mudar a visão daqueles que não concordamos, mas a vida não é assim. Cada qual tem o direito de ter sua própria visão de mundo, ainda que não seja aquela que entendemos como a mais acertada. Ao invés de olhar ao comportamento de seu marido, olhe o seu, questione-se como se sente nessa relação, e se é isso que quer para sua vida. Porque se for precisa ter aceitação e compaixão, pois não será capaz de modificá-lo, por mais que o queira bem. Nesse caso, seu exemplo de amor será o que ele necessita, e apenas isso. Esteja nessa confiança de que sua decisão será a mais acertada.

Irmão Gregório.

DIFICULDADE NO EMPREGO

Minha vida profissional sempre foi um motivo de muita ansiedade pra mim. Desde os últimos anos da faculdade de farmácia, eu tenho uma grande insatisfação com a área, e não gostei de nenhum dos empregos que tive. Hoje estou em um emprego que eu também não gosto, mas é o único que me possibilita fazer o curso de luteria até o final. O problema é que eu não consigo me manter disciplinada pra fazer um bom trabalho no meu atual emprego, não consigo permanecer focada, mesmo pensando nos benefícios, por ser algo que eu não gosto de fazer, não me interesso e sinto que estou desperdiçando minha vida e minhas capacidades. Sempre faço planos pra ser mais produtiva e tento me esforçar pra me manter no emprego por pelo menos mais dois anos, mas sempre falho e acabo duvidando da minha própria capacidade de conseguir me dedicar aos meus objetivos. Sinto-me constantemente esgotada e entediada. Sei que pareço uma criança mimada, mas tento entender porque isso acontece e porque eu não consigo encontrar alternativas. Muitas vezes minha vontade é de jogar tudo pro alto e só me dedicar a luteria, mas não posso fazer isso até que possa me manter financeiramente por outro meio. Isso gera em mim uma grande ansiedade e me sinto paralisada. Gostaria de um conselho sobre como conseguir controlar essa inquietação que me impede de avançar nos meus objetivos. Obrigada por todos os ensinamentos que nos passam diariamente. Estou sempre acompanhando e aprendendo muito com as mensagens. Obrigada!

Resposta:

Filha querida. Sou mestra Pórtia e venho através da irradiação da Chama Violeta, trazer a verdade para você. Estás passando por uma fase transitória, do antigo ao novo. Essa fase compreende um período de muita dualidade, onde verás a si mesma inserida em situações onde ainda existem pontos a transmutar, e ao mesmo tempo, passa a materializar gradativamente o novo. Mas o que não percebe filha, é que quanto mais o novo torna-se real e materializado para ti mais estará abastecida de recursos para transmutar o antigo, para tratar e curar o que ficou no passado e que hoje ainda é o seu presente. Essa fase ainda é necessária como algo transitório, mas é onde terá a oportunidade de ancorar o ensinamento do novo, e transmutar o antigo a partir da sua sabedoria adquirira a cada passo do novo aprendizado. Essa fase dará por concluída a cura e a transmutação do antigo, para que não retorne a ti, e sim que passe a fazer parte da sua sabedoria aglutinada e guardada nos seus registros de alma. Seja grata por essa oportunidade onde, a partir da própria sabedoria, poderá tratar e curar algo que não mais retornará, mas apenas precisa permitir que o tempo passe naturalmente e que os fatos se consolidem na sua vida. E assim será, pois assim é.

Mestra Pórtia 

DÚVIDAS

Prezados Mestres. Primeiramente gostaria de agradecer-lhes pelo privilégio de poder ter contato com seres tão grandiosos, realmente uma honra. São tantas dúvidas, pelo que não gostaria de importuná-los com tantas questões. No ano passado fiz algumas leituras dos meus registros akáshicos, e me foi revelado tantas coisas maravilhosas, que parece ficção aos meus olhos. Dúvidas a respeito de sermos tão belos e estarmos aqui num mundo de expiação e prova me traz muitas dúvidas de o porquê de tantas coisas. Passei por muitas lutas e muitas perdas de emprego e família. Não gostaria de isto voltar a acontecer, mas fico com receio. Quero conhecer o meu eu superior, mas não consigo meditar. Enfim, gostaria de uma palavra sua, a respeito da minha vida, o que vim fazer aqui e sobre todas as coisas boas que sempre sonhei. Uma vez me disseram que a vida reservou coisas maravilhosas, mas estou com 42 anos e ainda no aguardo. Fico grato pela vossa atenção e, por favor, continuem cuidando de mim.

Resposta:

Amado filho. Estás sim inserido na experiência da matéria para ver materializar verdades grandiosas diante dos seus olhos. Mas lembre-se filho, de que enquanto inserido na matéria, você como tantos outros, buscam compreender e observar o mundo com os olhos físicos ligados à mente. Mas o mundo belo e grandioso que está aqui para ti, será mostrado sim, a partir do momento em que observares a partir do coração. A abertura do coração meu querido, se dará através da sua prática meditativa. Mas não daquela a qual tem tentado buscar, filho. Mas a prática meditativa ideal para ti. Filho, a meditação é apenas um estado da mente, que é alcançado por cada um de diferentes formas. E para ti, há uma forma especificamente sua. Quando estás em contato com a natureza, a observar aquilo que o faz feliz e alegre, que traz a alegria de viver e estar aqui presente. É nesse momento em que entras em estado meditativo, no seu caso filho, pois é quando entra em comunhão com o meio onde está e passa a viver o momento presente. Meditar é nada mais do que isso, filho. A seguir, quando estiver inserido nesse estado meditativo que você já pratica filho, poderá projetar essa visão amorosa e calma, que traz o sentimento de realização e de paz, para todo o seu exterior. Esse é o poder da materialização de um mundo de paz e amor. Quando vocês, inseridos no momento presente e na paz, projetam através do coração, essa visão e o sentimento de desprendimento e liberdade, para todas aquelas cenas que por momentos anteriores, chocaram as vidas de vocês. Vão ancorando essas energias benéficas obtidas da meditação, em locais e em outras experiências passadas, para que dessa forma, vão trazendo uma nova realidade para aqueles fatos e lugares, através da projeção do pensamento. Você é capaz disso filho. Podes praticar desde o momento presente. E assim é.

Sidarta Gautama

LUGAR DE LUZ

Irmãos da Luz. Necessito sentir um pouco de  força para levar a cabo, a execução do meu plano pensado, para o lugar de Luz tanto aqui no Brasil como em Portugal. Venho humildemente pedir a vossa benção e carinho, assim como a humildade e gratidão, para bem entender e praticar os ensinamentos do que leio no Livro de Ouro. Estou pleno de amor e gratidão.

Resposta:

Filho, tu és um irmão de luz. Esteja nessa certeza. A partir disso ancore em seu coração, materialize seu desejo em seu coração e confie. Não se apegue a resultados, não crie prazos nem expectativas, pois há um plano divino a tudo. E você terá a força para fazer no momento adequado. Há peças que necessitam ser movimentadas, postas em seus lugares. Há complementos a serem manifestados. Então ancore essa confiança no plano divino e, a partir de sua própria paz, aceite que tudo se manifeste no momento adequado. Não faça disso um novo apego em sua vida. Você veio para servir, então continue fazendo para que o melhor se dê. Pleno de confiança em seu propósito.

Sou El Morya

RELACIONAMENTO COM O MARIDO

Querido S. Germain. Ando muito infeliz com o meu casamento, estou casada há 43 anos  e o meu relacionamento está pior casa vez mais. Já não há diálogo entre nós. O meu marido é muito ciumento. Frequentei um centro espirita e tive que sair. Tenho medo dele, e não consigo fazer as minhas meditações. Estou sempre com medo. Mudei em relação à maneira de ver a espiritualidade. Pois só queria estar sozinha. Ele pensa diferente de mim, não acredita em nada, gostava muito que meu amado S. Germain me ajudasse como proceder. Tinha muito para dizer, mas a escrever não sei fazê-lo muito bem. Gratidão!

Resposta:

Minha amada irmã. Sou Kuan Yin, e venho ancorar em ti a compaixão do propósito. Um olhar compassivo e de aceitação da vida, para que a partir desse olhar caridoso se liberte ao que É. Eu sei das dores que sofres por não se ver capaz de se desvincular de uma situação de dor. Eu sei das suas dúvidas, das suas restrições, sei da dificuldade que enfrenta. Mas minha filha, ninguém te salvará se não o fizer, se não resgatar sua dignidade e trabalhar as relações em seu interior. O que precisa é olhar para si, e trabalhar o apego a determinados comportamentos para que se liberte à vida, sentindo-se capaz de se desenvolver ao seu próprio caminho. Veja minha irmã, que tens a oportunidade de se resgatar e ancorar o brilho em seus olhos. Ele passa diariamente a sua frente. Mas para isso precisa trabalhar dentro de ti aquilo que te conduz às relações de medo. Porque sustentas esse medo dentro de ti, se pode por si só seguir seu caminho? Você é uma filha de Deus, e está apta a buscar sua felicidade, mas para isso precisa superar suas dores, seus medos e trilhar seu caminho nessa certeza. Olhe para dentro de ti e busque a raiz de sua dependência, de seu medo, da sua falta de amparo. Busque dentro de ti porque necessita viver assim, pois precisa superar isso minha irmã. Se de ajuda precisar, busque pelo auxílio, pela orientação profissional, mas resgate isso dentro de si, pois não há outro caminho à sua própria libertação. Envolvo-a em meu amor.

Sou Kuan Yin

SOLIDÃO

Amados mestres. Dediquei minha vida para minha família, trabalho, estudos e trabalho comunitário. Agora doente, estou longe da família, amigos e sem trabalho. Gostaria de saber o porquê de tamanha solidão, de falta de empatia das pessoas que amo. Resgate? Dívidas de vidas passadas? Grata.

Resposta:

Amada filha. Apenas perceba que através da sua experiência de vida, pode constatar, que grande parte da humanidade esta inserida no sentimento de medo e ego. Essas são as bases de todo o sofrimento. Mas que nos seus familiares, é manifestado através da carência afetiva da sua parte, filha. As pessoas na maior parte são levadas a pensar, de que precisam receber amor e afeto externo para serem felizes, e por vezes, passam a cobrar essas manifestações de sentimentos de familiares e pessoas de convívio, o que acaba se tornando a busca eterna de atenção e aceitação por parte dos outros. Você minha querida, esteve inserida nesse meio a levar amor e caridade aos demais, sem olhar para as ligações familiares que você poderia ter, mas que sabemos que havia ligações espirituais, e que fazia parte de sua missão de vida. As pessoas não estão preparadas para entender todo esse processo, o motivo pelo qual estão aqui, e por isso só consegue perceber, o que é colocado como regra da sociedade, e estabelecem as relações familiares, que por vezes podem ser tornar relações de possessão ou de carência. A sua vida foi, a manifestação da liberdade e do verdadeiro servir, e isso incomoda muitos que estão tentando viver de acordo com as regras impostas, e do que pensam ser o certo, minha filha. Todo esse sentimento por parte dos outros, é nada mais do que carência de amor, que é a expressão do sentimento do medo nascido do ego. Por isso filha, siga em paz, irradiando o seu amor em sua volta, sem pesar em sua consciência, e sim deixando que siga livre para amar a todos sem distinção. Siga em paz minha filha.

Mestra Nada

 

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/)

 

Colaboração: Ilza Barreto.

Fev 16

A mudança que te leva a levar à mudança – Pai João de Aruanda

 

PAI JOÃO DE ARUANDA –  “A MUDANÇA QUE TE LEVA A LEVAR À MUDANÇA: AS TRANSFORMAÇÕES E MOVIMENTOS QUE TE CONDUZEM A EXPERIMENTAR AS VÁRIAS FACES DO NOVO” – 11.02.2017

Há muita coisa acontecendo no planeta e esse velho já tem falado nisso há bastante tempo. E vocês não só estão vendo isso, todo esse movimento, como têm sentido isso nas suas “peles”. Filhos, é algo grandioso o que está acontecendo! Vocês estão recriando esse mundo, com nossa ajuda, com a ajuda dos Seres das Estrelas, com aqueles ascensionados, com todo um povo que vem “de fora” e, diante de tudo isso, saibam: vocês são a chave, vocês são a “virada mestre”, vocês são o apertar do botão definitivo, porque vocês conseguiram fazer aquilo que, acreditem, algumas civilizações de fora, bem poucas, quase nenhuma, mas, umas duas… (risos) acreditaram que vocês não conseguiriam!

Mas, sim, conseguiram!  Conseguiram alcançar um ponto que possibilitou mais ajuda chegar, como vocês têm visto ser anunciado. E mais: estão sentindo essa ajuda chegando em seus corações. Estão se abrindo para sentir isso! E, muito disso, muito de todo esse movimento energético, naturalmente tem mudado as vidas de vocês. Vocês têm visto isso! Tem visto como a vida de vocês tem virado do avesso nos últimos anos, meses, dias!… Temos aqui alguns exemplos vivos… que não vou citar quem, mais especificamente, mas acho que alguns sabem… não vou dizer que é o “Sr. X”, apenas estou sugerindo que seja ele… Hahahahahah!

E claro, filhos, todos vocês, todos vocês aqui têm experimentado mudanças de vida, de um modo geral. Mudando para melhor, em 90% dos casos.

Vocês estão vendo suas vidas darem um salto, seja para que lado for, ela está dando… Ou vocês seguem esse fluxo ou serão arrastados, literalmente. Já falamos isso antes. Muita atenção, meus filhos, muita atenção para a harmonia entre a matéria e o espírito, porque tem gente achando que ascensionar é maldizer a matéria e toda sua função de orientação. Já ouviram isso da Mãe Santíssima, e repito: Equilibrem-se, meus filhos, equilibrem-se! Amem tudo e todos, incluindo a matéria. Vocês serão mais espirituais ainda, quando amarem a matéria como ela é, e suas funções, honrando-a e respeitando-a como ela é. Isso não quer dizer que vocês têm que ser materialistas, mas, vejam bem: vocês precisam de uma cama para dormirem confortavelmente. Comecem honrando a cama em que dormem. Sendo gratos! Isso é honrar a matéria. Parte daí também, filhos!

Oh, sim! E claro!… Parem de dar atenção à coisas insignificantes, coisas que os atrapalha a caminhar. Eu fiz isso com vocês aqui nesta mensagem. Alguns ficarem se perguntando o que seriam os 10% restantes que mencionei!… Oh!… A mente e suas artimanhas para trazê-los para o temor… (Risos…)!

Deixem-me dizer mais sobre isso: os outros 10% podem ser duas coisas: 1 = mudança para melhor, porque mesmo que vocês “quebrem a cara” nesses 10%, ainda assim será para melhor porque, tudo o que vocês passam, todas as experiências são sempre para o seu melhor, seja como for. Pode doer agora, mas vai melhorar. É para melhor! Daqui a uma hora, duas, uma semana, um mês… uma encarnação, mas aquilo ali, onde você “quebrou a cara”, foi uma lição e você vai levar isso pro resto da sua existência. Uma lição!… 2 = pode ser a mesma coisa que falei no 1. Hahahahahahah!!!

Essas mudanças, filhos, em todos os sentidos, arrastarão vocês a abandonarem literalmente o velho eu, arraigado na negatividade. Isso aqui não é algo como se fosse uma obrigação; é uma missão de alma, e se você está arraigado nas velhas energias, poderá ver isso como “uma obrigação” – e fazer aquele bico feio!… Mas se você está ligado à sua Alma, à sua essência mais pura, você se abrirá e verá isso como uma oportunidade de IR ALÉM!… Além do que você achou que conseguiria ir; além do que você achou que era possível. Movimentos que mostrarão que “você” não é mais “o você” que “você” conheceu quando criança, mas “o você” que sempre foi “o você” que sempre foi o “VERDADEIRO VOCÊ”. Embolou a cabeça? Tem mais: Vocês poderão se deparar com um VOCÊ amando de uma forma que nunca pensou que poderia amar. E tem mais ainda: se você tem um amigo ou amiga, você o ama muito e ele te mostrar algo que você nunca tenha visto antes. Isso talvez te atemorize, no início. Mas saberá que ali foi um start para algo guardado. Isso também faz parte do movimento, das mudanças em sua vida, porque, acreditem: todas as pessoas na sua vida, todas elas, que fazem parte da sua vida, foram “programadas” para ajudarem a você e você ajudar a ela. Como? Talvez ela precise apertar um botão em você. Um botão de uma mudança. E você terá uma reação que a ajudará a apertar outro botão. E assim, sucessivamente, os botões são apertados e há aí uma onda de mudança, em massa. Então, não temam os dias de chuva, quando o milagre ainda assim, pode acontecer. Às vezes, vocês veem o dia nublado e acham que não existe possibilidade de brilho. Eu digo a vocês que, sim. Que sempre existe a possibilidade de brilho e mudança, em todos os momentos, e com todas as pessoas, sejam elas quem forem, onde forem, como forem!…

Estejam atentos aos gatilhos das mudanças. Eles estão a todo instante piscando para vocês e dizendo “Oi, estou bem aqui…”. Aperte-os sem medo. Deem vazão a esse fluxo divino fluente a vocês e que, de nenhuma maneira, os prejudicará, porque vocês, meus queridos, são seres metamórficos, em um ciclo metamórfico eterno. Estão em constante mudança, sempre, a todo momento. Acham que quando esse processo aqui acabar vocês “ficarão livres”? Oh, não!… Adivinhem? Já temos trabalho a fazer em uma galáxia próxima daqui… Bem, vou falar mais sobre isso: existe um povo lá já sabendo que “Virão seres das estrelas nos ajudarem…”. Existe uma profecia neste lugar que já fala de vocês!… Sabiam?

Sabiam que essa civilização já aguarda por vocês e os “velhos” dessa civilização já vêm alertando os povos desse lugar há “muitos anos”, e que eles esperam os “Seres das Estrelas” que os ajudarão nos seus processos de mudança?

Adivinhem, meus queridos, vocês,… são vocês que os ensinarão, são vocês que irão ajudá-los! Vocês não fazem nada aqui, senão se aperfeiçoarem. Então, porque impedir a mudança na sua vida, seja ela como for? Você confia no Criador? Confia que ele está com você? Então, abram-se para o novo, filhos, e permitam tudo isso acontecer. Permitam que todas as oportunidades na sua vida sejam experiências divinas, como elas verdadeiramente são. Nunca são diferentes, senão oportunidades DIVINAS. “Enfiem isso na cabeça”, meus filhos!

Para finalizar, estreitem os laços com vocês mesmos, meus queridos! Olhem-se mais no espelho e digam a vocês mesmos o quanto são especiais. Eu sei que alguns de vocês aqui já fazem isso, eu sei!… Se o fazem, façam mais, e se ainda não fazem, façam! Isso também é parte da mudança, a mudança do velho eu que não se amava e era hipnotizado pela velha crença de que “não se pode se elogiar, é feio!” – Feio nada! Se você é uma obra Divina, um aspecto Divino da Divina Fonte Criadora, como seria feio!? Oh,… isso também precisa mudar! Isso também precisa! Então, mais um passo para mudança, a grande mudança que, para muitos, parece vir de pedaços, mas para alguns, ela vem inteira, de uma vez, em pequenos espaçamentos, mas que, na maioria das vezes, nem dá tempo de assimilar um bloco e já vem outro… Sabem porquê? Porque você pediram assim. Vocês quiseram assim, e o Criador os honrou! QUE ASSIM SEJA! Porque ele sabia da força de vocês, e sabem por que, também?

Bem, existe uma profecia… Eu falei da profecia… A profecia… Ela precisa ser cumprida… Esse sistema espera por vocês… Aquele sistema lá espera por vocês. Então, MUDEM PARA MUDAREM LÁ!

Gostaria que essa minha mensagem levasse o título de:

“A MUDANÇA QUE TE LEVA A LEVAR À MUDANÇA: AS TRANSFORMAÇÕES E MOVIMENTOS QUE TE CONDUZEM A EXPERIMENTAR AS VÁRIAS FACES DO NOVO”

Salve, meus filhos! Que o Povo de Aruanda abençoe todos vocês! Muito obrigado pela oportunidade de servir, meus filhos!

Que Jesus Cristo, Maria, a Senhora da Regeneração, os Anjos, os Povos Estelares e todo esses Seres de Luz que assistem vocês continuem os assistindo. Assim, nós pegamos carona nessa Luz toda e vamos juntos, SEGUINDO A MUDANÇA QUE NOS LEVA A LEVAR A MUDANÇA PARA ONDE FORMOS… Porque nós estamos conectados, filhos, e vamos para onde vocês forem!

“- Eu vou, eu vou, eu vou, eu vou pra minha Aruanda! Eu vou, eu vou, eu vou, na cabana do velho força negativa não manda!”

Salve, filhos, salve! Fiquem em paz!

Bênçãos de Cristo, filhos! Salve!

Gabriel: Muito grato, meu velho querido, por tanta sabedoria e amor.

Fonte: Sementes das estrelas

Fev 15

Irradiar o puro amor – Lady Vênus

 

Música para entrar na irradiação:

https://youtu.be/lOOWe0vHztE

São belos e doces os momentos em que podem sentir a desconexão com a malha planetária que cultiva o sofrimento, filhos.

Esses momentos são abençoados a sentir o amor irradiar de seus olhos, de seus corações e de seus lábios mostrando o belo sorriso a receber a manifestação da vida.

As manifestações da vida, filhos, nem sempre são belas aos olhos daqueles que não conseguem olhar através desse véu de ilusão. Mas para vocês, queridos amados, que descortinaram essa imagem de sofrimento e de dor, e que passam a ver além da matéria, podem sentir como toda a manifestação de vida é abençoada e cheia de amor e irradiação de luz.

Todas as pessoas estão, nesse momento, envolvidas em suas próprias dores, superações, sofrimentos e alegrias, mas com olhar nas experiências da matéria, deixando-se envolver por elas.

Mas venho aqui para irradiar o meu amor divino, o qual canaliza da fonte para que chegue a vocês, e que por um momento tenham a oportunidade de sentir o que os aguarda do outro lado do véu. Sentir a abundancia da vida, a alegria e a essência do amor.

Sou Lady Venus e venho ao seu nível de consciência para mostrar a vocês que sim, meus filhos, que é possível ser feliz em meio à turbulenta experiência da matéria que estão a viver.

Mostro-lhes nesse momento o caminhar de cada sorriso em meio ao ar, como essa energia se mistura às partículas de vida que estão suspensas no ar e as transformam em gotas de luz e amor, a atingir todos os que estão em volta de vocês e que ainda não despertaram para essa verdade.

Por um singelo momento, observe o poder dessa partícula iluminada ao atingir outro ser, que pode ser uma planta ou um animal, ou mesmo um objeto ou uma pessoa próxima de você.

Perceba como essa partícula torna-se imensa quando é multiplicada por algum daqueles os quais atingiu. Quando o sorriso belo e doce da alegria e gratidão pela vida, irradiado de amor, atinge um coração, esse se expande em amor e brilha, observe o brilho dos corações atingidos por esse amor. Há um suspiro, o suspiro de alivio e paz, de aconchego, que aquele ser estava esperando acontecer na vida dele de tanta luta e sofrimento.

É como se cada um de vocês, filhos, fossem pequenas fadas de luz, a brilhar e tocar com as suas varinhas mágicas o coração de cada um que passarem pelo caminho de vocês durante as suas experiências na Terra.

Vocês são luz, e ao irradiar essa luz, atingem proporções inimagináveis, filhos. Vocês são poderosas fontes de luz e amor, a brilhar em meio à escuridão da ilusão a qual muitos corações estão adormecidos de amor.

O sorriso belo, o olhar doce, mesmo em meio a situações conflitantes e de discordância, fará com que os corações se iluminem, pois todos estão carentes de receber essa luz, que eles já não encontram mais o caminho para buscar. Parecem ter perdido a esperança de achar o caminho para a luz novamente, e permanecem inseridos na vida de ilusão e sofrimento.

Todos os seus sonhos são possíveis de serem realizados, sem exceção filhos. Todos são possíveis de serem manifestados, quando vocês levam a vida de forma leve a partir da irradiação do coração. Tudo é possível para aquele que desperta a centelha de amor no coração e irradia a energia luminosa naquilo que deseja realizar.

Todas as pessoas, objetos, ambientes e formas de vida são transformados ao receber a irradiação da luz de seus corações, que é o veiculo transformador das suas realidades. A iluminação, a transformação e a realização se darão quando olharem para os seus sonhos com fé e paz no coração, sabendo que a verdade se manifestará e que aquilo que desejam já é realidade nas vidas de vocês.

Vejam o sol a brilhar, vejam os campos escuros se preencherem de luz e vida, as flores se abrirem e os animais a saírem de suas tocas para prestigiar essa luz que chega a brilhar e irradiar alegria nas vidas deles. Cada ponto pequeno de luz a brilhar, filhos, é capaz de transformar as vidas de todos em sua volta. Assim como o sol, a sua luz também está a brilhar, portanto, permita que essa luz seja mostrada, que o seu sol venha a nascer diante dos seus sonhos e tome frente em toda a sua vida, iluminando todos os seus dias a partir de agora, a manifestar a alegria e a paz de viver.

A alegria de viver que se extrai de dentro, do coração, não de algo que depende de condições exteriores, mas é uma qualidade interna, que irradia seu ser e salta dos olhos, da boca, do sorriso e que irradia tudo que está a sua volta.

A partir do momento que encontram essa alegria dentro de vocês a visão de mundo se transforma, ela se torna mais suave. É como se se elevassem em termos vibracionais, passando a pertencer a outras dimensões. Por breves momentos sua consciência é arrastada a um ponto mais belo da vida, que é capaz de ver a bondade em tudo.

Eu gostaria de vir os lembrar disso, que de nada adianta terem toda a vida ao seu redor, toda abundância, toda graciosidade se manifestando se não sentirem internamente essa alegria pela vida, se não forem capazes de ver a beleza do mundo.

Quantos são aqueles, meus filhos, que entram na roda da vida, que possuem e sempre tiveram de tudo, tudo que precisam com muita sobra, mas que não encontram a si mesmos. E a partir desse ponto entram numa roda incessante de busca pela felicidade pessoal, sendo que jamais a encontram, pois se prendem a uma roda sem fim que nada mais faz que agregar peso desnecessário aos seus ombros.

Mas entendam filhos, que essa busca que possuem por encontrarem a felicidade em uma vida destituída de restrições não existe se não partir do coração, pois o coração é capaz de encontrar essa alegria, essa paz interior, que a vida em si não poderá os trazer se não partir de dentro de vocês.

A paz, a alegria, a felicidade que irradia de seus olhos quando se conectam a simplicidade da vida, à natureza, ao Sol, aos animais que buscam por seu alimento, à curiosidade de observar ao mundo, é algo que nada externo pode os trazer, pois ela parte do coração.

E quando encontram essa paz interior, em seus corações, ainda que por breves momentos, é quando se conectam a grade cristalina planetária e saem da matriz de sofrimento ancorada em seu mundo. Essa conexão somente é feita de dentro para fora, da verdadeira felicidade que parte do coração, jamais de fora para dentro.

Mas vocês entendem que primeiro precisam se abastecer da paz externa para encontrar a paz interior, quando é justamente o contrário, é da paz interior, de um sentimento, que somos capazes de observar a paz externa no mundo. A paz da natureza, das montanhas, dos rios que suavemente descem em encontro ao mar. Essa paz é abundante ao mundo, mas enquanto se conectam aos eventos da velha matriz, aos eventos políticos, econômicos, sociais, tornam-se incapazes de observar a verdadeira paz do mundo que é sim abundante em sua natureza.

Mas isso, filhos, é algo que só compreendem por breves momentos, quando se desconectam da velha matriz, e em momentos de êxtases são capazes de observar a vida sobre o ângulo do amor que parte de seus corações. Essa é a magia da vida e esse estado de paz e amor é sua condição natural. O seu estado não é o de conexão com a irrealidade do mundo, mas sim com a realidade de Deus que se encontra presente no belo que está ao seu redor.

Busquem por essa felicidade ao observar as belas imagens da vida e ao absorverem essa energia tragam até seus corações e sintam o amor, permitindo que parta de seus olhos, de seu sorriso, de seus gestos e então irradiem o mundo com esse amor.

Fiquem em paz filhos amados

Sou Lady Vênus

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha Om (verdadetransmutadora.blogspot.com.br) – 22 de Janeiro de 2016.

Fev 15

A Luz da redenção se torna visível aos Filhos da Terra – Mãe Maria

Amados Filhos,

Que as bênçãos do amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

A Luz da redenção se torna visível aos Filhos da Terra.

Rendei-vos, pois a nova vida que se avizinha de todos vós, vida plena, saudável, vida repleta de alegrias, vida plena de amor e de paz.

O mundo que parecia um sonho paulatinamente vai se revelando como uma possibilidade concreta que, para manifestar-se, só depende de vós.

Sim, sois os guardiões da sabedoria, sois a força do saber, sois o repositório de amor e verdade, sois os agentes da integração entre todos os habitantes da Mãe Terra com todos os universos em expansão.

Sim, sois os semideuses em ação, os co-criadores da realidade que quereis experenciar.

Assim sendo, buscai transformar vossos limites, primeiramente olhando para o vosso mundo interno, para que possais acalmar pensamentos limitadores, sentimentos egoístas, ações que refletem algo de bom só para vós.

Conscientes das mudanças em vosso próprio mundo olhai para o mundo externo a vós, o mundo caótico que precisa ser transformado no mundo onde habita a perfeição.

Lembrai-vos que tudo é uma questão de consciência, e à medida que transformais vossa consciência também estais transformando o mundo ao vosso redor.

Sim, já sabeis que o mundo que habitais manifesta a somatória de pensamentos, sentimentos e ações de todos os habitantes de vosso planeta.

É hora, pois de aceitardes as mudanças necessárias em vós para que possais colaborar com a mudança do mundo que habitais.

É nesse novo mundo, e só nele, que as portas se abrem para acolher os habitantes desse lindo planeta que encontraram o sentido da vida, e ousaram buscar concretizar esse sentido no mais íntimo de seu ser.

Os Filhos da Terra finalmente atingiram um nível de consciência onde o sentido da jornada de cada um, e de todos, deixa a escuridão do inconsciente para a claridade da consciência expandida, onde o trânsito entre os mundos pode ser conhecido e acessado, visto e habitado por todos vós.

Toda a verdade que permaneceu velada por eons finalmente se revela, a verdade da filiação divina de que sois detentores, a verdade do poder ilimitado que deténs, a verdade do amor como único alimento que supre todas as carências, todas as faltas, toda escassez.

Sim, a verdade divina aí está, disponível para todos vós, verdade que oferece a todos as ferramentas para a conquista da liberdade, liberdade dos apegos, liberdade das injustiças, liberdade do desamor, dos vícios, do egoísmo, da prepotência que vos colocou por tanto tempo numa verdadeira arena onde só os fortes sobreviviam, e sempre a custa do sacrifício de algo ou de alguém.  

Mergulhai, pois na verdade que se apresenta despida de todas as máscaras reveladas pelo ser humano, e que foram utilizadas para enganar.

Hoje, nesse novo tempo, restam poucas máscaras ainda por cair. O ser humano se desnuda e torna pública a podridão acumulada em suas mentes e corações, e que sempre alimentaram as ações egoístas onde poucos colhiam os frutos que eram para todos.

Finalmente a humanidade caminha para a busca da conquista do bem comum, compreendendo que todos têm direito a mesma taça, e que nela está contido o néctar que alimenta igualmente a todos, nutrindo-os com a luz do Criador que supre todas as faltas e dissolve todos os limites.

Bem amados, refleti com atenção sobre o vosso momento, aceitando mudanças e transformações, para que vós e vosso mundo se tornem pleno e feliz.

Bem amados, que vossas orações alimentem a consciência de todos os vossos irmãos, para que a verdade se torne cada vez mais cristalina não dando margem a dúvidas de qualquer espécie, para que a luz volte a alimentar plenamente todos os Filhos da Terra.

Bem amados, Eu vos deixo agora derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos no meu manto de proteção, porque Eu Sou Maria, Vossa Mãe.

SP-15/02/2017-Mensagem de Mãe Maria-04-2017 recebida por Jane M. Ribeiro

http://br.groups.yahoo.com/group/maemaria/   

 

Fev 14

Acessando os registros cósmicos – Pai Joaquim de Aruanda e Lord Sanat Kumara

Saudações filhos,

É que muitas vezes seres elevados se aproximam desses filhos aqui, para passar ensinamentos, mas a diferença de dimensão é tão grande que os filhos distorcem o ensinamento. Aí sobra para o pai velho vir traduzir. Porque a gente aqui está no meio do caminho, nem tão lá e nem tão aí. E nesse meio a gente consegue trazer a lição para os filhos de uma forma que vocês possam compreender.

Então nessa manhã o Lord Kumara, que já está num ambiente muito sútil, tentou trazer uma lição para os filhos, mas nem sempre é fácil deles captar, então a gente vem falar de uma maneira mais condizente com o ambiente em que vivem.

Mas então o mestre estava a falar sobre a sabedoria ancestral ancorada em algumas aldeias indígenas. Ele veio para tentar mostrar que em muitas dessas aldeias eles têm conhecimentos muitos avançados, mas ainda de uma forma primitiva, porque é destituída do amor. Assim como vocês têm conhecimentos muito avançados, que é o conhecimento científico, que vocês se desenvolveram muito, mas se esqueceram da pedra fundamental de todo o universo, do amor.

Vejam que toda essa sabedoria ancestral está armazenada no registro cósmico dos filhos, é por isso que vocês procuram a meditação, os banhos de ervas, os tratamentos energéticos, porque embora sua ciência não explique muitos desses métodos, eles são trazidos da sabedoria ancestral que está dispersa e ancorada em muitas das aldeias indígenas de seu mundo.

Essas aldeias, embora ainda de forma rústica, mantiveram dentro do ambiente da consciência coletiva, muito da sabedoria ancestral. Vejam que, embora seja algo primitivo, eles possuem algo que vocês ainda não sabem fazer, que é extrair da natureza o necessário à vida, mas convivendo harmoniosamente com o planeta.

Hoje sua ciência tenta justamente fazer isso, mas os indígenas, os aborígenes, eles já faziam dessa forma, por estarem em meio à natureza. Eles eram inspirados pelos elementais a trazer aquilo que eles precisam para a vida. Então os elementais ensinavam os curadores, os sábios das aldeias, a usar a natureza de forma abundante e trazer a cura para todos. Ainda que de uma forma rústica, esse povo tinha a sabedoria do ciclo da natureza, e eles respeitavam esse ciclo.

Vocês, do mundo moderno, distanciaram-se do ciclo natural da vida, vocês se afastaram da natureza, e trouxeram um conhecimento avançado, mas que não respeita os ciclos naturais. Então, de certa forma, esse conhecimento avançado também é primitivo.

Mas, filhos, há algo de comum em todo o conhecimento ancorado em seu mundo, ele é destituído do amor, da comunhão, da compaixão, do lado humano. Vocês racionalizaram o conhecimento e separaram a mente, a razão do sentimento, da emoção, como se fossem coisas diversas, mas não são. Tanto a mente quanto o sentimento, são complementares, o sentimento gera o pensamento e esse gera o sentimento. É tudo uma coisa só.

APÓS AS LIÇÕES INICIAIS DO PAI JOAQUIM, MESTRE SANAT KUMARA, VEIO A COMPLEMENTAR:

 

Compreendam, filhos, que trazemos a nossa experiência ancestral ancorada em nossos registros cósmicos milenares, e esse também está contido em todas as formas de vida.

Ao acessar os registros cósmicos em vocês mesmos, elevando-se em estado meditativo e contemplativo da vida, vocês também acessam essas informações que estão armazenadas nos registros do planeta, do universo, bem como de todas as formas de vida.

Ao entrar em harmonia com a vida que está presente de forma abundante em seu entorno, vocês acessam essa conexão de forma sutil, como se fosse um acesso às informações de registros akashicos de vocês mesmos, mas então passam a acessar os registros das outras formas de vida.

Isso é feito sempre com base no amor incondicional por aquele ao qual deseja se conectar, e, portanto, nós, os Mestres, trazemos sempre a vocês o ensinamento de que o básico para o inicio da terapia é sempre a conexão com aquele ao qual o terapeuta irá se vincular, de forma a amá-lo sem preconceitos e sem restrições, onde despertará o sentimento de amor e caridade, que é a base para o acesso ao registro cósmico de outro Ser.

Assim como, para acessar os registros de outras pessoas, é necessária a conexão com o ambiente presente e então deixar o despertar do amor e caridade pela pessoa aflorar Assim como ocorre com a natureza e todos os elementais.

A partir do momento em que se estabelece uma relação de respeito, gratidão e amor por todas as formas de vida presentes na natureza, como os elementais, os indígenas conhecidos por vocês, conectam-se a esses elementais de forma sutil, acessando os seus registros cósmicos, que vão trazer muitas formas de cura e tratamento, ensinamentos guardados no registro daquelas formas de vida e daquele planeta como um todo, o qual o indígena tornou-se um pelo simples ato de gratidão e contemplação pela natureza.

O que viemos trazer a vocês é que o básico para o acesso aos registros é sempre o amor e caridade, a gratidão pela oportunidade de servir e a entrega com o coração. Dessa forma os índios conectam-se com as energias da natureza com certa facilidade. E assim vocês conectam-se com os mestres ao orar, ao meditar, pois entregam-se com amor a nós.

Ao trabalhar de forma abnegada e dedicada com amor e gratidão, vocês terão todas as informações registradas por todas as formas de vida desse planeta e assim trarão a luz que brilhará para a cura de tantos outros.

Estive, assim como vocês, inserido em experiências encarnacionais onde tive a oportunidade do aprendizado milenar indígena, onde trouxe, através da conexão e contemplação com a natureza, a liberação do ciclo de encarnações, acessando os registros armazenados por esses seres e por mim, eras após eras, em encarnações posteriores, onde pude acessar o meu próprio aprendizado durante essas experiências.

Estive envolvido em disputas territoriais e guerras, mas, em busca de elevação, mantive o centro de equilíbrio através dessas conexões com os elementais, que traziam a paz que eu não encontrava em meio ao ambiente onde estava inserido.

Venho hoje juntamente com o Pai Joaquim, trazer um pouco desse conhecimento para que vocês também possam acessá-lo, pois ele está disponível para todos aqueles que despertarem o sentimento de amor e caridade pelo outro.

O que vocês fazem hoje, filhos, com os trabalhos de acesso de registro akhashico pode ser feito também em proporções menores e maiores em todas as formas de vida e também de planetas e galáxias.

Ao acessarem essas informações, estarão trazendo através do amor, a possibilidade de elevação e cura não só para as pessoas, mas também para o planeta, pois passam a canalizar o conhecimento acessado de um elemental para uma forma de vida, o que vai formando um ciclo de cura e liberação de restrições onde há diversos fios energéticos conectados e que podem ser iluminados a partir de um trabalho grandioso como esse.

O que venho trazer é que há a possibilidade de acesso aos registros de elementais simultaneamente ao acesso de registro de pessoas ou do planeta, e canalizar o conhecimento e sabedoria para curar aspectos específicos.

Através da união do amor com a contemplação e gratidão pela natureza, elementais, todas as formas de vida e pela humanidade, vocês terão acesso a informações que proporcionarão a cura de todos em Um.

Fiquem em paz filhos

Sou Sanat Kumara

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha Om (verdadetransmutadora.blogspot.com.br)

11 de fevereiro de 2017

Fev 14

PERGUNTE AOS MESTRES (31)

CORAÇÃO AVATAR E VERDADE TRANSMUTADORA

PURIFICAÇÃO E TRANSMUTAÇÃO

PAZ, TRANSFORMAÇÃO E AMOR.

 

BUSCANDO O SILÊNCIO

Tenho muitas perguntas, mas sei que todas nascem da mesma fonte. Preciso que vocês clareiem por onde começar de novo. Posso confiar na minha intuição, estou seguindo minha missão? Como identificar se estou sendo guiada pelo ego ou pelo coração? Ainda tem os lutos. Assim, o que fazer em relação a morte do meu irmão? O que fazer em relação ao amor que se foi, devo ainda buscá-lo? Suas mensagens têm sido bálsamos em minha jornada, Amo vocês, e  
sou muito grata!

Resposta:

Minha amada filha, quantas perguntas para poucas respostas. As perguntas são tão singelas, mas são elas que nos levam ao caminhar, ao buscar, ao procurar. Mas para respondermos precisamos trazê-las ao nosso coração, ao nosso centro de amor, onde entendemos a vida a partir de uma facilidade maior. Eu queria te dizer filha, que precisa buscar seu silêncio, pois sua mente está inquieta e, por isso, se afasta daquilo que é seu propósito. Nós apenas nos encontramos quando nos silenciamos e, assim, permitimos que o amor de nosso coração irradie ao mundo. Busque seu silêncio diariamente, vá se silenciando para que se encontre. Esse é o primeiro passo para nos compreendermos, quando já somos capazes de estar em silêncio dentro de nós mesmos e podemos sentir o que somos. É um processo que no início não surtirá tantos efeitos, mas progressivamente você verá o resultado que se manifestará em sua vida. Silencie-se! Aquiete-se! E dentro desse silêncio se expanda. Encontre sua paz a partir de seu silêncio, que é quando todas as respostas serão trazidas até ti, mas não em palavras, mas pela paz de seu coração. Da paz, a respostas virão através do sentimento de fé e esperança, onde o agora será belo.

Sou Maha Chohan

PREOCUPAÇÃO COM OS FAMILIARES E DEPRESSÃO

Tenho 76 anos, casada e tenho 05 filhos e 10 netos. Sou muito preocupada com todos e também me preocupo com as pessoas ao meu redor e até pelas pessoas que não conheço. Tenho muita preocupação na parte financeira, pois os negócios e rendas do meu marido são pequenos, e mesmo os negócios que aparecem não se concretizam. Tenho depressão e às vezes falta de ânimo diante das situações que a vida me apresenta.

Resposta:

Filha, hoje gostaria de te contar algo. De dizer algumas coisas que precisa compreender. A vida na terra é uma busca incessante por nossa felicidade e pela daqueles que estão ao nosso redor. Mas em razão da aparente separação que se incluíram, vocês buscam a felicidade, apenas para si próprio, que reflete na preocupação pela felicidade daqueles que estão próximos. Mas no fundo toda a felicidade é buscada para si mesmo, porque dentro dessa ilusão, vocês não conseguem ver-se em unidade com o todo, ainda. Nessa visão parcial, humana, diria, sem o panorama da situação, vocês acabam entrando nessa busca e se preocupam com a própria felicidade, bem como de seus familiares. Mas veja que não é uma preocupação que demonstra o amor genuíno, que libera e que permite que cada um siga seu caminho. Vocês se esquecem de que todos são igualmente filhos de Deus protegidos pelo Pai. Então observem que muito daquilo que compreendem por amor no fundo é apego. Porque vocês não amam verdadeiramente a ponto de liberar e confiar, se necessário for, mas querem a pessoa para si, vivendo a sua própria felicidade, porque ali veem uma oportunidade de felicidade pessoal a partir do outro. Nessa experiência terrestre, então, vários conceitos foram sendo modificados. Veja que o amor que sentem não é o amor verdadeiro que parte do interior ao exterior, é um amor que vê no objeto externo, no irmão, uma possibilidade de ter um pouco de felicidade. Então vocês vivem seus dias pensando amar, pensando sentir, emocionar-se, mas são pensamentos e não sentimentos. Os reais sentimentos que partem da essência não necessitam de qualquer condição externa. Eles são puros e irradiam do interior. Veja que o pensamento projeta a felicidade em algo exterior (seus filhos, netos, marido, dinheiro), mas o verdadeiro sentimento independe do objeto que o gera, porque é uma conquista, algo que parte de dentro e se internaliza. Vocês não amam um objeto exterior ou uma pessoa, mas a sensação que lhes traz. Se não concordam liberem seus irmãos, seus parentes, à vida, pois quem ama deixa ir e confia, não prende. Mas digo isso apenas para que compreenda que muitas vezes lançamos nossa felicidade a algo externo a nós, o dinheiro, uma companhia, os bens da vida, e pensamos somente sermos capazes de ser felizes e amar se estivermos em posse da pessoa ou daquilo que pensamos necessitar para encontrar a felicidade. Mas a real felicidade é justamente a ausência de dependência de tudo que for externo a nós. Por esse motivo a vida na matéria nos leva a situações de grande desafio interior, pois isso nos conduz ao nosso interior, pois quando já não temos o objeto de nosso desejo descobrimos que esse sentimento sempre esteve em nosso interior. Ele sempre esteve ali, mas entendíamos sermos dependentes de algo externo que nos gerava aquilo que era um pensamento, e não um sentimento. Nessa situação que vivencia você acredita que sua paz depende da forma como seus filhos, netos, e marido estejam, se estiverem no que entende por conforto, você é feliz. Mas quando tudo foge ao controle a felicidade se esvai. Mas se compreendesse que a paz e o amor que tem dentro de si é seu estado natural, essa é você, você veria que sempre teve tudo em sua vida, independentemente de qualquer coisa que te conduza à insegurança ou te desestabilize. Você tem essa paz por si só. Tudo que está ao seu redor, então, são experiências que te mostram o quão forte é o sentimento de paz dentro de ti, de amor. Muito fácil é irradiar sua paz e seu amor em um ambiente seguro e protegido. Mas a prova é descobri-la independentemente de algo externo, pois ela é sua essência mais pura. O dia que descobrir essa paz, esse estado de ser, encontrará grande alegria em sua vida. Persevere minha irmã, busque em seu interior sua paz, que você verá o que é capaz de realizar a partir desse estado interior. Esteja nessa paz minha irmã.

Sou Serapis Bey

QUERER GANHAR O MESMO SALÁRIO DO COLEGA

Queridos Mestres, é com muita gratidão que espero ter uma luz para a minha pergunta. Eu, Mestres, nesta minha encarnação, tenho a sensação de ter escolhido vir resolver tudo de uma vez, pois já passei por sofrimentos muito dolorosos, mas apesar disso mantive sempre o meu coração em pedido de ajuda e superação, não foi fácil, mas realmente, a força que eu pensei muitas vezes não ter, fui conseguindo superar muito devagar. Houve momentos da minha vida que até o paraíso ou o céu essa quietude eu queria que não existisse, pois nem isso me dava alegria, mas com a ajuda de toda a família de luz hoje estou em paz, consegui superar a parte emocional dos relacionamentos, estou sozinha há muito tempo. Não sei se ficarei sozinha, mas não é uma questão que me incomode, aceito o que tiver que ser. Mas há uma questão que eu não sei como resolver, que é a nível financeiro. Eu já estive no fim do poço, sem trabalho, com contas para pagar, e hoje estou empregada, faço o que gosto e tenho uma gratidão imensa por tudo que tenho e até mesmo por tudo o que passei, mas a minha questão é que: estou numa empresa e tenho um colega que entrou na mesma altura que eu, e ganha mais que eu, gostava de poder ter o mesmo ordenado que ele, não sei se devo falar diretamente com o meu patrão, porque já falei com o meu chefe e ele não me liga, ou se devo deixar fluir e esperar? Esta parte do dinheiro é a que eu sinto ainda existir algum medo e alguma resistência, pois continua a repetir. Se o ciclo da falta, da carência, eu peço uma luz uma orientação para conseguir limpar e transmutar esta minha repetição, agradeço de todo o meu coração está oportunidade. Namastê!

Resposta:

Amada, veja o quanto sofre hoje devido apenas à sua insatisfação interior diante do que a vida pode lhe oferecer. Passou por situações que foram difíceis para ti, e hoje vive uma situação agraciada por Deus, mas ainda assim, queres mais, minha amada? Não há mal nesse sentimento, minha querida, ele é muito comum na sociedade que vivem hoje, mas esse sentimento de insatisfação é simplesmente a falta da busca interior. A busca pela satisfação externa, pelas companhias amorosas, pelo salário melhor, é apenas algo que falta dentro de si mesma, mas que em nenhum momento optou em buscar, minha querida. A vida sempre lhe apresentará as repetições, pois na verdade a vida simplesmente está repetidamente lhe agraciando com muitas bênçãos que tu somente consegues perceber como dificuldades. Percebe minha amada? É muito simples, minha flor querida. Apenas precisa buscar a sua verdade interior. Focar na sua elevação espiritual não para atingir patamares de elevação, mas sim para que encontre essa alegria e sentimento de completude que já está presente em sua vida, mas que não consegue perceber. A meditação, a busca pela tua verdade, trará as suas respostas, minha querida. Apenas digo a ti que a tua busca é apenas interna. Fique bem. Com amor.

Mestra Rowena

RELACIONAMENTO COM TRAIÇÕES

Queridos Mestres, há nove anos vivo um relacionamento complicado, na verdade este homem se manteve durante esses anos todos, se relacionando comigo e outras mulheres.  Já tentei sair desta relação por diversas vezes, mas esse homem sempre consegue nos convencer de ficar com ele, nos envolve com suas mentiras e falsas promessas. Há poucos dias atrás decidi terminar de vez com isso, porém ele ficou atrás de mim insistentemente dizendo que se arrependeu de tudo que já me fez e que quer ter um relacionamento sério comigo e que promete mudar e ser diferente. Sinceramente eu estou na corda bamba, pois sei que gosto muito dele, mas sinto medo de dar esta chance e me arrepender amargamente outra vez.  Por favor, me ajudem, eu não sei o que fazer. Gratidão!

Resposta:

Minha amada irmã. Precisa se perguntar por que se submete a algo que não a faz feliz, porque aceita algo menor do que poderia ter? Sente-se incapaz de ser amada, de ser feliz? Busque dentro de ti a insegurança de estar só, a dificuldade de ser plena e de encontrar seu autoamor. Você não necessita aceitar, deixar-se enganar, viver uma irrealidade apenas para que tenha alguém ao seu lado. Você tem tudo que precisa dentro de ti e poderá se sentir amada se se permitir estar só pelo tempo necessário a se fortalecer. Jamais diremos a ti qual a atitude que deve ter, mas acredito que aqui há uma indicação do caminho, que é o de se fortalecer primeiro antes que aceite algo que te conduza novamente ao ciclo de sofrimento. Você precisa romper com esse ciclo, minha irmã, e o caminho é de se compreender como autosuficiente, de aprender a estar bem consigo mesma. A partir desse sentimento interior poderá então construir relações de empoderamento mútuo, onde então possa doar e receber o amor que guardas em seu coração. Mas isso somente será possível quando der o tempo necessário para que aprendas a estar bem consigo mesma.

Sou mestra Nada.

TRABALHO COM ARTESANATO

Bom dia. Tenho 53 anos, casada, três filhos. 1- cadeirante, 2- advogado, 3- casado economista. Minha vida não é fácil, tudo que faço não vai pra frente, atualmente faço artesanato, mas não vende, está muito difícil. Tenho depressão e há muitos meses estou travada sem conseguir costurar nada. Será que é este o caminho que devo seguir para ser independente financeiramente, pois esse é o meu maior desejo. Por favor, me dê uma luz, um caminho. Obrigada, gratidão!

Resposta:

Amada irmã. Vejo você envolvida em situações, onde não encontra morada para o seu coração e para as lágrimas que caem, ao observar a vida seguindo para os seus filhos e, para ti, que tem o coração de mãe, começa a se ver só. Vocês estão cada um seguindo a sua jornada de vida minha filha, não a deixarão desamparada. Por isso, minha irmã, foque em fazer o que ama, mas fazer verdadeiramente colocando amor no seu trabalho, mesmo sem esperar retribuição financeira. Essa jornada, filha, mostra muitos caminhos alimentados pelo medo e pela dor. Mas tu, permanecendo firme no trabalho com amor, perseverar. Apenas, minha querida, seja verdadeira consigo mesma e permita que a sua vida seja levada sempre de forma transparente, pois o trabalho realizado com amor sempre renderá bons frutos. Siga seu coração minha irmã.

Mestra Rowena

 

Canais: Thiago Strapasson (http://coracaoavatar.blog.br/) e Michelinha OM (http://verdadetransmutadora.blogspot.com.br/)

 

Colaboração: Ilza Barreto.

Artigos mais antigos «