«

»

Abr 11

Trabalho, dinheiro e criatividade – Mestre Jesus

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

rp_jesus-150x300-1-150x300.jpg

Queridos amigos,

É com alegria e afeição que Eu estou entre vocês hoje. Eu os conheço tão bem que me parece tê-los conhecido ontem. Nos reinos onde Eu moro, o tempo não é tão importante. Reconheço vocês muito bem, embora a sua manifestação, a sua aparência física, seja diferente das épocas em que eu os conheci.

Eu sou Jeshua. Vivi na Terra em um corpo humano, como Jesus. Fui um ser humano entre pessoas exatamente iguais a vocês. Nada do que é humano me é estranho. É a partir dessa experiência com a existência humana, que Eu venho apoiá-los no seu desenvolvimento, no seu nascimento na Nova Era. Uma Nova Era está a caminho. Nestes dias está havendo uma transformação, com a qual todos vocês sentem uma forte ligação.

Quero contar-lhes mais uma coisa a meu respeito. Na Terra, Eu fui um ser humano de carne e osso e eu formava um canal com a energia do Cristo. A energia Crística fluía de mim e essa foi a minha contribuição essencial para a Terra naquela época. Mas a energia Crística não é só minha; ela pertence a todos vocês. Todos vocês estão plantando uma semente, trazendo uma parte dessa energia para a Terra hoje, e nisso está a sua maior realização.

No entanto, essa transformação da Velha para a Nova Era muda radicalmente e movimenta muitas coisas. A área do trabalho e dinheiro está muito envolvida nessa “desestruturação”, pois essa é justamente uma área onde as velhas energias estão particularmente ativas. Poderíamos caracterizá-las como as energias do ego e do poder.

As velhas energias estiveram tão intensamente ativas nesse campo, que vocês podem achar difícil ter uma atitude equilibrada em relação às questões de trabalho e dinheiro. No seu emprego, na empresa para qual vocês trabalham, ou entre as pessoas que são seus colegas, vocês são confrontados com a sociedade. Muitas vezes vocês se perguntam: “Como eu posso lidar com energias com as quais eu não tenho afinidade e, no entanto, estão ao meu redor todos os dias?” Nesse choque do antigo com o novo, vocês gostariam de saber como lidar com este conflito.

Eu gostaria de elucidar esta questão um pouco mais, com base nos centros de energia do seu corpo.

A aura, que pertence a cada ser humano, contém sete chakras ou centros de energia. No plexo solar, o terceiro chakra (perto do diafragma ou do estômago), está localizada a vontade. É neste centro de vontade pessoal que se situam o poder e a ambição. Na era da velha energia, do ser humano de antigamente, as pessoas viveram excessivamente a partir desse centro. Isto teve a ver com ser esperto para ganhar, colocar os próprios interesses em primeiro lugar e lucrar às custas dos outros. Uma atitude destas geralmente nasce do medo e do sentimento de estar perdido. Não é minha intenção julgar essas energias. Só quero mencionar que geralmente elas agem a partir do plexo solar, o terceiro chakra.

No chakra acima deste, encontramos o centro do coração. O coração conecta vocês com sua origem mais elevada, com esferas de energia onde vocês viveram anteriormente, e de onde vocês trazem ideais que contrastam profundamente com as energias do poder e do ego.

Agora, o que acontece na atual transformação da consciência é que o comando está passando do plexo solar para o coração. Isto não significa que o plexo solar tenha que ser abandonado ou posto de lado. Não é verdade que vocês deveriam “livrar-se do ego”. É mais uma questão de passar a direção para um outro nível de ser e, assim fazendo, fundamentar a sua vida na energia do coração. De uma forma ou de outra, todos vocês estão procurando conseguir isto, seja em sua vida pessoal ou especificamente no campo do trabalho e da criatividade. Todos vocês sentem uma afinidade com a mudança para a energia do coração. Todos vocês sentem que, desse modo, podem viver com muito mais alegria e tranqüilidade.

Quanto à pergunta “como eu posso lidar com as energias baseadas no ego (em si mesmo e nos outros)”, o passo essencial que lhes peço que dêem é que se conectem com as energias do plexo solar (a vontade e o ego) a partir do coração e que as orientem de uma forma amorosa e afetuosa. A conexão entre o coração e o plexo solar (ou, mais genericamente, entre os chakras localizados nas partes superior e inferior do corpo) é o que lhes proporciona abundância no campo do trabalho, criatividade e dinheiro.

Agora, como vocês sabem se estão agindo a partir do seu coração ou a partir do medo ou do ego? Eu gostaria de lhes dar algumas pistas para reconhecer a energia do coração em um ambiente onde essa energia não é dominante.

Vocês estão acostumados a se esforçar e lutar pelas coisas que querem. Principalmente na área do trabalho, há muita competição e batalha entre egos. Freqüentemente vocês têm que ser alguém que vocês não são, para que consigam reconhecimento, enquanto que os seus corações dizem que não deveria ser assim. O coração anseia por um tipo de presença muito mais natural. Este desejo está fortemente presente em todos vocês. Portanto, Eu gostaria de explicar-lhes como a energia do coração trabalha e como vocês podem reconhecê-la.

A energia do coração não exerce pressão e é muito suave e delicada por natureza. Ela fala com vocês através da intuição. O coração lhes dá suaves cotoveladas e sugestões e nunca lhes dirá nada que esteja emocionalmente carregado com medo ou pressão.

Portanto, Eu vou chamar o primeiro fluxo de energia do coração de “fluxo da naturalidade”. Na sua vida cotidiana, vocês podem perceber claramente se as coisas fluem suavemente e encontram o seu caminho natural, ou se vocês encontram sempre resistência para algo que estão querendo alcançar. O último caso significa que vocês não estão – ou  não estão completamente – em harmonia com a energia do seu coração. O segredo da energia do coração é que ela faz milagres, não com a força, mas com naturalidade e suavidade.

Ousar seguir a sua intuição é uma das formas mais importantes de se harmonizar com o fluxo de energia do coração que eu chamo de “fluxo da naturalidade”. Seguir sua intuição no contexto do trabalho e criatividade, onde esta energia não é evidente, cria possibilidades e oportunidades inesperadas. Isso pode levá-los mais perto do lar, ou seja, de lugares aos quais vocês pertencem com a sua energia.

Quando houver problemas, como um conflito no trabalho, por exemplo, e vocês sentirem que não estão no lugar certo nesse ambiente de trabalho, fiquem em silêncio por um momento. Voltem-se totalmente para dentro de si mesmos, façam contato com o coração, a fonte da sua maior criatividade, e perguntem à sua intuição qual é a melhor coisa a fazer nesse momento. Não tentem basear suas ações em opiniões externas, em padrões sociais de comportamento que, especialmente no campo do trabalho, podem ser esmagadores. A consciência social ou coletiva que dita os comportamentos nesta área é fortemente baseada no medo: medo de ser menosprezado, medo do fracasso, e medo da falta de dinheiro ou da falta de abundância material. Todos esses medos obscurecem a sua intuição mas, mesmo assim, existe uma voz interior que lhes diz o que pode ser bom para vocês nesse momento. A chave é ousar ouvir essa voz e vocês verão que ela virá com respostas genuínas.

Nesse ponto, vocês podem ser bloqueados por sentimentos de desconfiança de si mesmos, que podem impedi-los de confiar completamente no caminho espiritual que se abre à sua frente. Por “caminho espiritual”, quero dizer a trajetória de experiências que os coloca em contato com sua fonte criativa mais elevada, as energias criativas que desejam fluir para fora através de vocês. Estas energias já estão presentes. A chave é realmente ouvir seus próprios pensamentos e desejos e seguir os conselhos do coração sobre como vocês podem concretizá-los da melhor forma.

Vocês alcançaram o ponto final do medo na área do plexo solar. Vocês estão decididos a se libertar dessa forma de ser e todos vocês estão altamente motivados a conduzir sua criatividade do coração. Peço-lhes que confiem em si mesmos nesta etapa e que continuem por este caminho, porque vocês já trazem consigo uma nova energia a este mundo, a qual é de grande valor. Esta energia freqüentemente realiza mudanças sem que vocês saibam: vocês fazem o bem mais do que percebem. Vocês ajudam no nascimento da Nova Era, ao confiarem no fluxo de seu coração e ao se atreverem a seguir o fluxo da naturalidade. Portanto, não tenham dúvidas e continuem por este caminho.

A energia do coração é muito mais tranqüila e suave do que as energias duras ou turbulentas que  freqüentemente dominam o campo do trabalho. Por esta razão, é preciso ter coragem e força para permanecer centrado no coração, quando se está rodeado por essas energias baseadas no ego. Mas Eu lhes digo: seguir o fluxo do coração finalmente os conduzirá a possibilidades criativas que são totalmente reais e práticas e lhes trará abundância no nível material. Entregar-se a este fluxo é um ato de fé e de coragem.

Agora Eu quero falar algumas coisas sobre o dinheiro. Em sua sociedade, as pessoas espirituais ou idealistas fazem do dinheiro um problema. O dinheiro é considerado pecaminoso, uma energia inferior. Este é o resultado que vocês chegaram ao associarem o dinheiro com o poder e a riqueza conseguida às custas dos outros. O dinheiro praticamente chegou a ser sinônimo de poder. Esta associação é uma das razões pelas quais o fluxo da abundância material foi bloqueado em seu campo de energia.

Mas o dinheiro é inocente. O dinheiro é um fluxo de energia que realmente implica em pura potencialidade. O dinheiro oferece oportunidades, o dinheiro é potencialidade; não há nada de mau nisto. E também não é verdade que, ao receberem dinheiro, vocês vivem às custas dos outros. Com o dinheiro vocês são capazes de criar coisas que beneficiam os outros. Neste sentido, receber mais é criar mais. Inclusive, esta espiral criativa sempre gera um fluxo de doação, de modo que dar e receber estejam equilibrados. Este é o modo do coração. Portanto, não tenham medo de receber dinheiro.

Vocês podem não estar conscientes do fato de que estão bloqueando o fluxo do dinheiro, de que têm uma tácita aversão pelo dinheiro. Passem alguns instantes examinando seus pensamentos e emoções a respeito do dinheiro e vocês poderão ver facilmente como eles estão obstruindo o fluxo da abundância em sua vida. Freqüentemente existe o aspecto de não se permitirem tê-lo. Além disso, vocês têm idéias negativas a respeito do que é o dinheiro e do que ele representa. Especialmente os Trabalhadores da Luz, almas com um grande gosto pelo espiritual, associam o dinheiro com o desprezível, o vulgar, aquilo que tem que ser transcendido. Aqui estão em ação muitas crenças que vêm de vidas passadas onde imperava a austeridade e a abstinência do mundo material. Vidas que freqüentemente foram passadas em solidão, direcionadas somente à liberação espiritual. A energia destas vidas passadas ainda ressoa por todo seu campo de energia. Isto dá como resultado uma tipo de “rigor” que os está limitando.

A abundância material é algo natural: vocês estão destinados a desfrutar da vida na Terra! É natural amar a Terra e tudo o que ela oferece, e sentir prazer com as coisas lindas e encantadoras. Amar a Terra e a  realidade material cria um fluxo de abundância. A Terra quer lhes prover de tudo o que vocês necessitam, não só crescer e evoluir como um ser espiritual, mas também simplesmente desfrutar da vida como um ser humano.

Portanto, por favor, considerem sua atitude para com a abundância material num nível mais profundo, e sintam como este fluxo lhes oferece a possibilidade de construir uma Nova Terra, de realizar seus sonhos no plano mais denso da realidade. Este não é o momento de separar-se da sociedade, de meditar sozinho no topo de uma montanha. É o momento de participar. É o momento de permitir que sua energia flua neste mundo e de receber livremente tudo o que volte para vocês em recompensa. Não tenham medo de receber abundância. Honrar a sua própria entrada de dinheiro, receber o suficiente em troca dos seus esforços, é parte de ser um ser humano espiritual bem equilibrado.

Quero falar mais um pouco a respeito da palavra “suficiente”.

Eu lhes disse que a energia do coração se caracteriza pelo “fluxo da naturalidade”. Quando as coisas dão certo e aparecem espontaneamente no seu caminho, isto é sinal de que vocês se movem com o fluxo de seu coração. Outro fluxo de energia que pertence ao coração é o “fluxo do suficiente”. “Suficiente” significa: tudo o que eu necessito aqui e agora está disponível para mim e eu o desfruto. Viver no fluxo do suficiente significa que vocês com freqüência se sentem satisfeitos e agradecidos com tudo o que têm. Vocês se sentem alimentados por aquilo que os rodeia no nível material, emocional, mental e espiritual. Isto é abundância. Isto é ter o suficiente.

A questão da abundância material é que a quantidade (o muito ou o pouco que vocês tenham) não está necessariamente relacionada com a quantidade de prazer que experimentam. O ponto chave é descobrir o tipo de abundância material que os faz sentir satisfeitos e completos. Para algumas pessoas, isto pode significar viver sozinhos em uma cabana afastada, onde possam desfrutar da natureza ao máximo. Para outros, isto pode implicar num luxuoso apartamento em um local onde possam desfrutar da atividade e do movimento da cidade. Não há nenhum julgamento sobre isto da nossa parte, nem da parte de Deus ou do Espírito.

A chave é encontrar o fluxo que os faz felizes, que lhes dá a sensação de que vivem a vida ao máximo. Esse é o fluxo do suficiente. O “suficiente” é um sentimento, não é uma coisa.

Se vocês se sentirem fora deste fluxo, olhem para todas as coisas que os rodeiam agora e interpretem isto como uma mensagem energética para vocês mesmos. “É assim que eu crio a realidade agora”. Não se julguem. Em seguida, sintam a energia de seu ambiente atual – seja sua casa, sua vida social ou seu trabalho – e comparem isto com os desejos do seu coração. Ao fazer isto, vocês se conscientizam da “falta”, daquilo que não está aí. Não se estendam na insatisfação. Este não é um exercício para fazer com que se sintam mal. O propósito é que vocês se permitam sentir, no fundo de si mesmos, que há coisas que gostariam de trazer para sua vida. Esta compreensão silenciosa é o  maior ímã para a mudança. Vocês não têm que fazer nada em relação a isso. A conscientização do que vocês desejam é suficiente.

Não é necessário forçar a mudança no nível material. A chave é sentir profundamente (mas não emocionalmente) o que vocês desejam e logo deixar isto nas mãos de seu coração. Simplesmente liberem-no e confiem. As coisas começarão a mudar em suas vidas. Talvez os velhos padrões, empregos, e relacionamentos desapareçam primeiro. Vocês podem confiar que aquilo de que estão sentido falta aparecerá espontaneamente em seu caminho; entrará em sua vida com naturalidade e elegância. A sua honestidade e coragem de “permanecer leal aos desejos do seu coração” é que lhes trará a “realidade do suficiente”.

Há o suficiente para todos vocês. “Suficiente” é o estado natural do ser. Todos vocês estão aqui para experimentar o suficiente; o fluxo do suficiente está disponível para todos vocês. Não tem nenhum sentido conformar-se com menos. Não é verdade que vocês se tornarão melhores (mentalmente ou espiritualmente) por meio da abstinência ou da pobreza auto imposta. Vocês poderiam inclusive desenvolver sentimentos de amargura ou de hostilidade devido a isto. Por favor não tentem encontrar algum tipo de justificativa espiritual para a sua falta de abundância. Todos vocês estão aqui para desfrutar da vida ao máximo, para permitir que a sua energia criativa flua no mundo e para receber a prosperidade em troca.

© Pamela Kribbe 2006

www.jeshua.net

Tradução por Vera Corrêa [email protected]

Revisão: Luiz Corrêa.

Jeshua canalizado por Pamela Kribbe

Esta canalização foi apresentada ao vivo, no dia 5 de junho de 2005, em Haaren, Holanda. O texto falado foi ligeiramente modificado para facilitar a leitura.

Traduzida do holandês para o inglês por Tineke Levendig

Deixar uma resposta

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×